Menu
SADER_FULL
quarta, 25 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
UNIGRAN DOURADOS
ECONOMIA

Dólar fecha em queda no 1º pregão de maio

2 Mai 2014 - 17h29Por G1

O dólar fechou em queda nesta sexta-feira (2), no primeiro pregão do mês, com os investidores avaliando que a política monetária dos Estados Unidos não deve ser alterada agora, o que  reforçava as expectativas de ingresso de recursos externos no Brasil, destaca a Reuters.

A moeda norte-americana recuou 0,48%, para R$ 2,2193, após acumular queda de 1,74% em abril. Veja cotação

Nos últimos três meses até este pregão, a moeda norte-americana já perdeu 8%, após ter subido pouco mais de 15% no ano passado todo.

A economia brasileira registrou entrada líquida de US$ 3,374 bilhões neste ano, até o dia 25 de abril, último dado disponível. Parte desses recursos é atraída pelos ganhos financeiros com o elevado diferencial entre os juros domésticos e internacionais.

Com a expectativa de poucas mudanças na política monetária dos EUA, que foi reforçada neste pregão após os dados sobre o mercado de trabalho do país, esse cenário segue forte.

A criação de postos de trabalho nos EUA cresceu no ritmo mais rápido em mais de dois anos em abril, enquanto a taxa de desemprego atingiu a mínima em cinco anos e meio, a 6,3%. Mas a taxa de participação na força de trabalho recuou ao menor nível desde dezembro.

Segundo analistas, o desempenho do mercado de trabalho norte-americano em abril deu suporte para que o Federal Reserve, banco central norte-americano, continue retirando gradualmente suas medidas de estímulo econômico, sem afetar mais a liquidez internacional.

O movimento desta sexta foi impactado ainda pelo baixo volume de negociações. Agentes afirmavam que o mercado está vazio, entre o feriado do Dia do Trabalho no Brasil e o fim de semana. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em apenas US$ 900 milhões.

Também pesava a constante intervenção do Banco Central. Pela manhã, deu continuidade às intervenções diárias vendendo a oferta total de até 4 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares, com volume correspondente a US$ 198,4 milhões. Foram 200 contratos para 1º de dezembro deste ano e 3,8 mil para 2 de março de 2015.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PATRULHA AMBIENTAL
Estado e Sudeco se unem para adequar estradas e evitar turvamento de rios de Bonito
TORRA ESTOQUE MS
Torra Estoque MS segue até sábado com descontos especiais para população
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"
AUXILIO POPULAÇÃO
Ala política defende prorrogar auxílio emergencial, mas Bolsonaro ainda não decidiu
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Com apoio da Defesa Civil Nacional, Estado construirá 15 pontes de concreto no Pantanal
COMBATE AO MOSQUITO
Ação estratégica: Governo faz Dia D da campanha "Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal"
AÇÕES DO GOVERNO MS
Antecipação de salários, incluindo 13º, aquece o mercado e resgata a confiança do consumidor, avalia
VENDA DE CARROS
A venda de carros novos continua crescendo
OPORTUNIDADE
Concurso público tem 78 vagas e salários chegam a R$ 3,2 mil em MS