Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 5 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
economia

Dólar fecha em queda e volta ao nível de R$ 2,35

13 Jan 2014 - 18h10Por Uol

O dólar fechou em queda nesta segunda-feira (13) e, pela primeira vez no ano, ficou na casa de R$ 2,35. A desvalorização também foi influenciada pelo Banco Central, que anunciou uma nova intervenção para ajudar na queda, e pela expectativa de que a redução dos estímulos à economia dos Estados Unidos, que diminui a circulação de dólares no mercado, continuará sendo gradual.

A moeda norte-americana caiu 0,6%, para R$ 2,3509, a menor cotação de 2014 e desde o dia 27 de dezembro.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 1 bilhão.

Na mínima do dia, a baixa chegou a ser de mais de 1%, para R$ 2,3414. "Não houve nenhuma grande notícia, mas estamos vendo algum fluxo de entrada (de dólares no mercado)", afirmou à Reuters o economista-chefe do Espírito Santo Investment Bank, Jankiel Santos, para explicar a queda mais forte neste início de tarde.

O dólar abriu os negócios em queda ante o real, com os investidores reagindo à decisão do BC de iniciar na próxima quinta-feira o processo de rolagem dos swaps que vencem em 3 de fevereiro, no valor equivalente a US$ 11,028 bilhões. A operação funciona como uma espécie de venda de dólares no mercado futuro e ajuda na queda da moeda.

"Num contexto de dados fracos sobre o mercado de trabalho norte-americano, a decisão do BC de começar a rolar os vencimentos em fevereiro levou o mercado a comprar um pouco de real", afirmou à Reuters o gerente de câmbio da corretora Treviso, Reginaldo Galhardo, que acredita que a rolagem deve ser integral.

Nesta manhã, o BC deu continuidade às rações diárias, vendendo a oferta total de 4 mil swaps tradicionais com vencimento em 2 de maio de 2014. A operação teve volume financeiro equivalente a US$ 199,2 milhões.

Queda em outros locais
O dólar caiu também em relação a outras moedas de perfil semelhante ao real, ainda reagindo à expectativa de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, continuará reduzindo gradualmente seu programa de compra de títulos, que estimula a economia local.

O dólar australiano, por exemplo, avançou 0,90% ante a moeda dos EUA, que recuava cerca de 0,30% frente ao peso chileno.

"Os números sobre os EUA de sexta-feira foram muito surpreendentes. É natural que eles continuem pressionando o dólar hoje", afirmou à Reuters o operador de uma corretora nacional. A maior economia do mundo abriu 74 mil postos de trabalho em dezembro, pior resultado desde janeiro de 2011 e abaixo da estimativa de analistas, que previam 196 mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTES DE ENERGIA
Clientes denunciam mutirão de cortes da Energisa em bairros de Campo Grande
FÁTIMA DO SUL - ESPECIAL DIA DOS PAIS
O Boticário atenderá até às 15h deste sábado especial Dia dos Pais, veja promoções em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - MERCADO JULIFRAN
Ofertas da Semana dos Pais terá sorteio de mega kit churrasco no Mercado Julifran em Fátima do Sul
AGRICULTURA FAMILIAR
Fátima do Sul, Glória e Deodápolis receberão caminhões para conservação de estradas 5ª feira
AUMENTO
Gasolina tem nova alta em Dourados e valor do litro já chega a R$ 4,59
SANCIONA JÁ
Profissionais de Saúde fazem campanha por adicional contra covid
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
MS quer ampliar vendas de grãos para o Irã
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Primeira semana de agosto tem 632 vagas de emprego na Funtrab
DINHEIRO NA CONTA
Governo deposita salários do funcionalismo nesta segunda-feira (3)
SECA DO PANTANAL
Governo de MS socorre pecuária e garante alternativas de escoamento de commodities