Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 29 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
economia

Dólar fecha em queda e volta ao nível de R$ 2,35

13 Jan 2014 - 18h10Por Uol

O dólar fechou em queda nesta segunda-feira (13) e, pela primeira vez no ano, ficou na casa de R$ 2,35. A desvalorização também foi influenciada pelo Banco Central, que anunciou uma nova intervenção para ajudar na queda, e pela expectativa de que a redução dos estímulos à economia dos Estados Unidos, que diminui a circulação de dólares no mercado, continuará sendo gradual.

A moeda norte-americana caiu 0,6%, para R$ 2,3509, a menor cotação de 2014 e desde o dia 27 de dezembro.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 1 bilhão.

Na mínima do dia, a baixa chegou a ser de mais de 1%, para R$ 2,3414. "Não houve nenhuma grande notícia, mas estamos vendo algum fluxo de entrada (de dólares no mercado)", afirmou à Reuters o economista-chefe do Espírito Santo Investment Bank, Jankiel Santos, para explicar a queda mais forte neste início de tarde.

O dólar abriu os negócios em queda ante o real, com os investidores reagindo à decisão do BC de iniciar na próxima quinta-feira o processo de rolagem dos swaps que vencem em 3 de fevereiro, no valor equivalente a US$ 11,028 bilhões. A operação funciona como uma espécie de venda de dólares no mercado futuro e ajuda na queda da moeda.

"Num contexto de dados fracos sobre o mercado de trabalho norte-americano, a decisão do BC de começar a rolar os vencimentos em fevereiro levou o mercado a comprar um pouco de real", afirmou à Reuters o gerente de câmbio da corretora Treviso, Reginaldo Galhardo, que acredita que a rolagem deve ser integral.

Nesta manhã, o BC deu continuidade às rações diárias, vendendo a oferta total de 4 mil swaps tradicionais com vencimento em 2 de maio de 2014. A operação teve volume financeiro equivalente a US$ 199,2 milhões.

Queda em outros locais
O dólar caiu também em relação a outras moedas de perfil semelhante ao real, ainda reagindo à expectativa de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, continuará reduzindo gradualmente seu programa de compra de títulos, que estimula a economia local.

O dólar australiano, por exemplo, avançou 0,90% ante a moeda dos EUA, que recuava cerca de 0,30% frente ao peso chileno.

"Os números sobre os EUA de sexta-feira foram muito surpreendentes. É natural que eles continuem pressionando o dólar hoje", afirmou à Reuters o operador de uma corretora nacional. A maior economia do mundo abriu 74 mil postos de trabalho em dezembro, pior resultado desde janeiro de 2011 e abaixo da estimativa de analistas, que previam 196 mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO E RENDA
Cerca de 5 mil indígenas de MS são contratados por empresas de SC e RS para a colheita da maçã
FÁTIMA DO SUL - DIA "J" MERCADO JULIFRAN
Hoje tem Dia 'J' com tudo abaixo do preço no Mercado Julifran, VEJA OFERTAS em Fátima do Sul
PÁTIO ZERO
VEJA COMO PARTICIPAR: Detran-MS abre três leilões com mais de 700 motocicletas nesta terça-feira
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
VALORIZAÇÃO
Salários dos mais de 79 mil servidores estaduais será depositado nesta sexta e disponível no sábado
MS EM DESTAQUE
MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro; mercado fecha no azul pelo 5° mês consecutivo
CNH VENCIDA
Motoristas poderão dirigir com CNH vencida por até um ano; entenda
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques a nascidos em julho e paga inscritos no Bolsa Família nesta quinta
JAIME VERRUCK. Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul - Álvaro Rezende/Correio do Estado RELAÇÃO COMERCIAL
"A China é um mercado prioritário para MS", diz secretário
OPERAÇÃO PATIO ZERO
Mais de 400 motocicletas estão disponíveis em leilão de sucata aproveitável