Menu
SADER_FULL
quinta, 26 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
ECONOMIA

Dólar alto inverte fluxo na fronteira e paraguaios dão lucro a brasileiros

24 Fev 2014 - 09h54Por Campo Grande News

Após 20 anos de filas nos postos de combustível do Paraguai, o dólar alto ajudou a inverter o fluxo de consumidores na fronteira e, agora, os “hermanos” é que dão lucro aos brasileiros. Em alguns estabelecimentos, o movimento aumentou 300% e o clima de ascensão também é realidade em supermercados e lojas de roupas, que registram acréscimo de até 25% nas vendas.

“Todo mundo está comprando no Brasil”, comemorou o presidente da Associação Comercial de Ponta Porã, Eduardo Gaúna. “Em alguns postos, o movimento aumentou em torno de 300%”, detalhou. O resultado, segundo ele, é mais investimento na cidade. “Nos últimos 60 dias, abriram dois novos postos (de combustíveis) e, em 30 dias, outro será inaugurado” destacou.

Gaúna explicou que a inversão de fluxo é reflexo direito do aumento do dólar que, em um ano, passou a valer R$ 0,42 a mais, de R$ 1,96 para R$ 2,28. “Além disso, o preço do combustível subiu no Paraguai”, acrescentou.

Gerente há dois anos do Auto Posto Central, Celeida Lopes Antunes comemora o bom momento do comércio brasileiro. “Há 20 anos, só eles estavam ganhando, agora, é a nossa vez”, disse. Segundo ela, o preço da gasolina é quase o mesmo, já o diesel está mais caro no país vizinho.

“Ainda tem alguns turistas que, por falta de informação, compram no Paraguai, mas a maioria já está sabendo que não compensa. Além deles, ganhamos muitos clientes paraguaios”, ressaltou Celeida. A inversão de fluxo, conforme ela, dobrou o movimento e a empresa precisou ampliar de cinco para nove o número de frentistas.

Já em Coronel Sapucaia, também divisa com o Paraguai, o único posto de combustível do município não observou tantas modificações. “Somos a única opção da cidade, então, imagino que por isso as coisas não mudaram”, comentou a gerente do estabelecimento, Rosa Rodrigues de Lira.

Comércio em geral – Também por conta do aumento do dólar, em Ponta Porã, o comércio local vem acumulando resultados positivos. “Em janeiro deste ano, o movimento foi 25% maior se comparado ao mesmo período de 2013”, revelou Eduardo Gaúna. “Hoje, só está mais barato no Paraguai produtos eletrônicos, perfumes e bebida”, completou.

Nos supermercados, segundo ele, 45% dos clientes são paraguaios. “O bom momento é tamanho que dois hipermercados abriram na cidade”, destacou. “Um deles, inclusive, abriu na avenida de fronteira”, emendou para reforçar a inversão de fluxo dos consumidores.

No Supermercado Bom Gosto, conforme o gerente Gilberto da Silva Bambil, o movimento aumentou 15%. “Temos muitos clientes do Paraguai e estamos investindo em atendimento para segurar os novos consumidores”, comentou.

Em Paranhos, outra cidade fronteiriça, o comércio local também está ganhando mais clientes. “Não compensa mais ir para o Paraguai”, afirmou a gerente do supermercado Moreira, Fabiola Marques Moraga. Ela também vem observando incremento nas vendas e comemora o bom momento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques a nascidos em julho e paga inscritos no Bolsa Família nesta quinta
JAIME VERRUCK. Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul - Álvaro Rezende/Correio do Estado RELAÇÃO COMERCIAL
"A China é um mercado prioritário para MS", diz secretário
OPERAÇÃO PATIO ZERO
Mais de 400 motocicletas estão disponíveis em leilão de sucata aproveitável
PATRULHA AMBIENTAL
Estado e Sudeco se unem para adequar estradas e evitar turvamento de rios de Bonito
TORRA ESTOQUE MS
Torra Estoque MS segue até sábado com descontos especiais para população
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"
AUXILIO POPULAÇÃO
Ala política defende prorrogar auxílio emergencial, mas Bolsonaro ainda não decidiu
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Com apoio da Defesa Civil Nacional, Estado construirá 15 pontes de concreto no Pantanal
COMBATE AO MOSQUITO
Ação estratégica: Governo faz Dia D da campanha "Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal"