Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 29 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
CORTES DE ENERGIA

Clientes denunciam mutirão de cortes da Energisa em bairros de Campo Grande

Após fim de resolução, moradores dizem que mesmo sem aviso a empresa realiza desligamentos

5 Ago 2020 - 16h05Por Midiamax

Com o fim da resolução que proibia cortes de energia em todo o país, moradores de vários bairros de Campo Grande denunciam que a  iniciou mutirão para interromper o fornecimento do serviço a quem está em débito.

Entretanto, muitos clientes estão reclamando que não foram notificados sobre o corte. É o caso de Glaucilene Vera, que mora no Portal Caiobá. “Não fui notificada, simplesmente vieram e cortaram a energia”, pontua.

Ainda conforme a moradora, desde terça-feira (04) – 2º dia útil após a liberação dos cortes – veículos da concessionária estão no bairro fazendo os desligamentos. “Tem casos de pessoas que se mudaram de casa e não conseguiram transferir a conta”, relata.

Por outro lado, a  informa que as equipes fizeram os desligamentos apenas de clientes que já haviam sido notificados antes da suspensão.

Conforme nota da empresa, os que ficaram com contas em atraso durante a pandemia estão sendo somente notificados. “Desde o dia 1º de agosto, a concessionária envia os reavisos a todos os clientes inadimplentes (passíveis de corte), ou seja, a partir de 15 dias do reaviso, a concessionária pode realizar a suspensão do fornecimento de energia”.

Tumulto

Conforme relatos de clientes, devido aos cortes, houve aglomeração de pessoas na manhã desta quarta-feira (05) no Prático do Aero Rancho.

Porém, a concessionária afirma que não é necessário ir pessoalmente até uma agência, pois todos os serviços prestados podem ser resolvidos pelos canais digitais da empresa.

“Para negociar os débitos, os clientes podem entrar em contato com a empresa pelos canais digitais: Whatsapp da Gisa: 99980-0698, website, aplicativo  On ou pelo Call Center 0800 722 7272. Pelo o chat da conversa do Whatsapp, é só escrever ‘Parcelamento’”.

Prorrogação

Nesta quarta-feira (05), o deputado estadual de  (sem partido) encaminhou uma solicitação ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de ) para manter a suspensão do corte da energia elétrica enquanto perdurar o estado de calamidade pública em decorrência do coronavírus.

No início do ano,  já havia encaminhado pedidos para suspender tanto o corte de energia elétrica quanto o do fornecimento de água durante o surto da covid-19. À época, a Aneel suspendeu os cortes durante 90 dias, entre 24 de março e 23 de junho.

O prazo foi prorrogado pela Aneel até o dia 31 de julho e não foi deliberado nova prorrogação até este momento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

+ CONSUMO
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
CADASTRO
MSGás está com edital aberto para estagiários em Campo Grande e Três Lagoas
Dourados oferece 108 vagas OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Comece outubro empregado, são 1.128 vagas de emprego em diversas cidades do MS
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo investe R$ 5,4 milhões em munições para a Polícia Civil e Militar
Secretário estadual, Eduardo Riedel, disse que o governo trabalha com equilíbrio fiscal para manter o planejamento - Valdenir Rezende/Correio do Estado 13º GARANTIDO
Governo de MS e prefeitura garantem 13° salário em ano marcado pela pandemia e crise financeira
Vaga para Atendente Comercial EMPREGO PARA FATIMA DO SUL
Empresa de telefonia Assim Telecom abre vaga de emprego em Fátima do Sul
Agro Conquista está na Av. 09 de Julho, próximo a Rodoviária FATIMA DO SUL - AGRO CONQUISTA
Em Fátima do Sul Agro Conquista já é uma realidade
área de 6.982 m² e investimentos de R$ 18,9 milhões AÇÕES DO GOVERNO MS
Governo do Estado inaugura ainda este ano o segundo Presídio Masculino da Gameleira
100 EMPREGOS
MS tem 30 mil pessoas afastadas do trabalho devido a pandemia
o quarto maior município de Mato Grosso do Sul em população AÇÕES DO GOVERNO MS
Nos 242 anos de Corumbá, investimentos do Estado garantem água, esgoto, pronto-socorro e integração