Menu
SADER_FULL
segunda, 10 de maio de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AUXÍLIO EMERGENCIAL

Auxílio Emergencial: Veja como recorrer o benefício para ganhar até R$ 375

20 Abr 2021 - 09h22Por Saulo Moreira / Notícias & Concursos

Ao receber uma avaliação negativa do auxílio emergencial 2021, o cidadão pode optar em contestar o resultado se de fato estiver incluído nos critérios de concessão ao benefício. No entanto, o prazo para essa ação pode variar conforme a data em que pessoal teve a resposta do Ministério da Cidadania.

Atualmente, podem contestar a avaliação negativa do auxílio, aqueles que tiveram a resposta do governo no último dia 10. Essas pessoas correspondem a 236 mil famílias e, o prazo de contestação expira no dia 22 de abril.

Contestação poderá ser feita quando houver negativa

O governo informou que fará analises mensais para saber se os beneficiários ainda estão aptos a receber a próxima parcela do benéfico. Desta forma, sempre que o auxílio for negado, no decorrer da vigência do programa, aparecerá à opção de contestação nos portais de consulta.

No entanto, outras famílias podem ser incluídas de maneira automática no programa. Ou seja, o governo pode verificar se aquela família negada a receber as parcelas está, no momento, dentro das exigências de aprovação do benefício.

Nesses casos, o integrante deve acessar o portal de consultas da Dataprev e acionar a Contestação.  Vale lembrar que, o novo auxílio emergencial pagará quatro parcelas, de abril a julho deste ano.

O que fazer se o auxílio for negado?

A empresa Dataprev, responsável pela seleção dos contemplados juntamente com o Ministério da Cidadania, realizará um processamento de contestação conforme a atualização de dados do contestador. Desta forma, o requerimento será analisado até a aprovação do benefício.

Em quais casos pode solicitar a contestação?

Dentre os resultados negados, existem casos que pode haver a contestação e outros que o requerimento é inviável.

Desta forma, situações como perda de emprego com registro na carteira ou diminuição da renda familiar, podem haver contestações. Em contrapartida, a revisão não é permitida quando a situação não pode ser alterada, como ter tido renda acima de R$ 28.559,70 em 2019.

Motivos que permitem contestação

  • Ter menos de 18 anos;
  • Ser dado como morto, porém estar vivo;
  • Receber seguro-desemprego;
  • Estar registrado como funcionário público;
  • Ter vínculo empregatício formal;
  • Ter renda familiar acima de três salários mínimos, R$ 3.300;
  • Receber benefícios de outros programas;
  • Ser detento;
  • Morar for do Brasil;
  • Não ter CPF não identificado;
  • Ser estagiário, médico, residente ou similar;
  • Não ter movimentado os recursos do auxilio emergencial ou do Bolsa família em 2020.

Motivos que NÃO permitem contestação

  • Ser funcionário público;
  • Ter mandato eletivo;
  • Ter tido renda tributável em 2019 acima do teto (R$ 28.559,70);
  • Ter tido rendimentos isentos em 2019 acima do teto (R$ 40 mil);
  • Ter bens ou recursos acima do teto em 2019 (R$ 300 mil);
  • Ter sido dependente no Imposto de Renda 2020 (referente a 2019);
  • Ser membro de família já contemplada pelo auxílio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Visita Mais Social 730x480 1 730x425 MAIS SOCIAL
Equipes do Mais Social realizam visitas e busca por beneficiários com perfil é intensificada
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador anuncia o asfaltamento do trecho Eldorado - Porto Morumbi
FUNTRAB BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Capital e mais 26 municípios de MS oferecem 1.154 vagas de emprego
FGTS
Confira as doenças em que é permitido o saque integral do FGTS
FGTS
FGTS: Veja quem pode receber 40% de multa e qual é o valor para 2021
AUXÍLIO-ALUGUEL
Auxílio-aluguel vai dar ajuda de R$1.200; veja quem poderá
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Dourados adere ao PROPEIXE e recebe veículos e equipamentos para o setor de piscicultura
MUTIRÃO DA CNH
Restam apenas 50 vagas para mutirão de renovação de CNH com EAR neste sábado
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Investimentos do Governo do MS em infraestrutura levam municípios pecuários de MS a investir na Soja
SAFRA 2021
Com 98% asfaltada, MS-379 já diminui em 40% os custos do escoamento da safra