Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
Busca
Laguna Carapã e Dourados

Arrendatários relatam possível ‘calote’ da Usina São Fernando

Produtores rurais de Dourados e também de Laguna Carapã acusam um suposto ‘calote’

23 Set 2014 - 17h00Por Dourados News

Produtores rurais de Dourados e também de Laguna Carapã acusam um suposto ‘calote’ por parte da Usina São Fernando, sediada em Dourados, com relação ao pagamento referente ao arrendamento de propriedades rurais dos dois municípios.

O caso que estaria acontecendo há meses deixou a maioria dos produtores ‘enrolados’ com suas finanças, como disse ao Dourados News o presidente do Sindicato Rural de Laguna Carapã, Luiseu Bortoloci.

“É verdade. Temos casos de produtores que estão há sete meses ou mais sem receber pelo arrendamento. A grande maioria recebe por meio de repasse mensal, mas há alguns que recebem anualmente. Essa situação deixou todo mundo enrolado. Porque temos compromissos com fornecedores de peças, postos de gasolina, e também consumo de energia”.

Em Dourados, integrante do Sindicato Rural que preferiu não se identificar, também confirmou a situação. “Inclusive isso já aconteceu em outras oportunidades. Não é uniforme, alguns estão menos e outros há mais tempo sem receber. Mas, é um problema complicado”, disse a fonte.

Ainda conforme as informações repassadas ao Dourados News, há 15 dias houve uma reunião entre os produtores arrendatários e a cúpula administrativa da Usina. Neste encontro, teria ficado estabelecido um prazo para que a questão fosse resolvida, ainda que gradativamente.

“Eles justificaram a situação dizendo que o principal motivo para o problema foi o atraso na colheita e no repasse de valores da produção de energia deles. Se comprometeram a resolver a questão e a pagar até o dia 10 de outubro. Vamos esperar esse prazo”, disse Bortoloci. “Se comprometeram em resolver e é isso que vamos aguardar”, completou a fonte em Dourados.

Procurada pelo Dourados News para comentar a situação, a Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) se pronunciou por meio da assessoria de comunicação que, por e-mail, informou apenas que “a Biosul não se pronuncia em casos específicos de uma única Usina e sim responde por todo o setor”.

O Dourados News procurou ainda a Usina São Fernando, e a reportagem foi orientada a encaminhar um e-mail com os questionamentos sobre o assunto. Isso foi feito de pronto, no entanto, até a publicação desta matéria, não houve retorno.

Conforme informações da própria empresa, disponibilizadas em página oficial na internet, a usina possui uma área plantada instalada de 60 mil hectares, sendo responsável por uma produção de 4,5 milhões de toneladas de cana de açúcar, 330 mil toneladas de açúcar e 150 mil metros cúbicos de etanol anidro.

Recentemente, a empresa teve parte de suas ações negociadas com um grupo dos Emirados Árabes Unidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS EM DESTAQUE
Apesar da pandemia, MS terá o maior crescimento do PIB no país
IASD - FATIMA DO SUL
Adventistas levam Missão Calebe para o Jardim Eliane de Fátima do Sul, com o Sopão do Amor
MS FORTE
Estratégia da retomada econômica em MS garante crescimento de 5,5% no PIB em 2022
AGEPEN
Projeto social da Agepen recebe Moção de Congratulação da Câmara Municipal de Jardim
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Com investimento de R$ 2,8 milhões, governo fará reforma geral da Escola Antônio Pereira, em Jardim
AUXILIO POPULAÇÃO
Trabalhadores nascidos em janeiro podem sacar auxílio emergencial
BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Semana começa com 1,3 mil vagas de empregos em 28 cidades de MS
RESTAURAÇÃO
Manutenção de rodovia no sul de MS vai custar R$ 41,3 milhões
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Atenção: Obra de reforma altera trânsito no Parque dos Poderes nesta semana
ETANOL
Neomille: nova indústria vai investir R$ 1 bilhão para produzir etanol de milho em Maracaju