Menu
SADER_FULL
sábado, 27 de fevereiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
violação dos direitos

Sinpol denuncia violação dos direitos humanos em delegacia de Naviraí

Sinpol denuncia violação dos direitos humanos em delegacia de Naviraí

5 Dez 2013 - 08h38Por Assessoria

Em Mato Grosso do Sul existem 45 unidades penais, e 152 delegacias abarrotadas de pessoas. Além da superlotação carcerária, a falta de estrutura é nítida, o que tem gerado a violação dos direitos humanos fundamentais, e coloca em cheque a segurança pública como um todo. Ao identificar esta semana mais um caso de segregação do direito humano, o Sinpol-MS (Sindicato dos Policias Civis de Mato Grosso do Sul),  encaminhou uma denúncia para órgãos competentes.

Trata-se especificamente de uma situação que chamou a atenção da diretoria do sindicato, onde no relatório do dia 03 de dezembro, da Delegacia do Município de Naviraí, consta que sete pessoas estavam presas em situação de custódia, dentro da mesma cela, sendo elas homens, mulheres e adolescentes.

Segundo a diretoria, este fato fere a Lei de Execução Penal, que determina que os presos, de sexos diferentes estejam lotados em celas diferentes e menores infratores permaneçam em estabelecimentos separados, o que não acontece em muitas cidades do estado.  

Segundo a Assessoria de Comunicação do Sinpol-MS, das sete pessoas que estavam detidas na 1 DP-Naviraí, o menor J.S.S, está no local desde o dia 29 de outubro, ou seja, há mais de 30 dias, onde na verdade era para estar cumprindo medida sócio educativa, em uma Unei (Unidade Educacional de Internação).

“Por lei, se após cinco dias o menor não for direcionado para uma Unei, ele deve ser liberado. Dentro da delegacia ele perece de atendimento psicológico, religioso, de estudo e de todos os seus direitos constitucionais”, afirma Roberto Simião de Souza, vice-presidente do Sinpol-MS.

O Sindicato encaminhou na manhã desta quarta-feira (04/12) a denúncia para a Corregedoria da Polícia, Corregedoria do Ministério Público, Corregedoria do Tribunal de Justiça , Ordem dos Advogados do MS, Conselho Nacional de Justiça e para a Secretaria Nacional dos Direitos Humanos da Presidência da República, e espera que as autoridades apurem o fato e punam de imediato os responsáveis coniventes com a situação. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SISTEMA DE IRRIGAÇÃO EM MS
Jateí na lista, Agricultores de 08 cidades tiveram financiamento aprovado para sistema de irrigação
PLANTÃO FÁTIMA NEWS DEU RUIM
DEU RUIM: Adolescente tenta assaltar PM de folga e morre em MS
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com novo cronograma, complexo hospitalar de Corumbá está com 85% de sua estrutura pronta
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com mutirão nos fins de semana, Agesul conclui manutenção de muitas estradas após período de chuvas
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS paga R$ 392 milhões em salários nesta segunda-feira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Mineradora anuncia projeto de R$ 40 milhões para extração de basalto em Inocência
O BOTICÁRIO
O Boticário é eleito como a marca de beleza mais amada e preferida dos brasileiros
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Agesul reforça aterros na MS-184 'Estrada-Parque' devido forte vazão das águas
Governo de Mato Grosso do Sul desmente boatos de redução de 20% nos salários dos servidores públicos  Foto: Redes sociais FAKE NEWS
Governo de MS desmente boatos de redução de 20% nos salários dos servidores públicos
VOLTA ÀS AULAS NO MS
VOLTA ÀS AULAS: Governo de MS decide pela retomada das atividades da Rede Estadual de forma remota