Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 5 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
CIA DO BICHO
Monitoramento de Fronteiras

Satélites que vão monitorar fronteira começam a operar em março de 2014

Os satélites e câmeras de alta resolução serão implantados pelo Sisfron

9 Nov 2013 - 07h00

Os satélites e câmeras de alta resolução implantados pelo Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) começam a operar em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, em março de 2014. A cidade foi escolhida para receber o projeto piloto do sistema, entre os 570 municípios de 11 estados a serem monitorados.

A empresa Savis Tecnologia e Sistemas S.A, vencedora da licitação para implantação do Sisfron, já opera desde 2011 na 4ª Brigada da Cavalaria Mecanizada, base do sistema no município. “Lá, desenvolvemos a instalação de radares, construção prédios, como torres onde esses radares e satélites ficarão, e adquirimos viaturas aquisição de viaturas”, explicou o coordenador do projeto de implantação do Sisfron, general Santos Guerra, durante audiência pública realizada hoje (8) na Assembleia Legislativa.
Em março de 2014, os satélites estarão prontos e em operação. “Temos censores e câmeras móveis, que podem identificar movimentos e presenças em locais incomuns, aeronaves irregulares. E todos esses equipamentos são móveis, e podem mudar de lugar de acordo com a necessidade”, elenca o presidente da Savis, Marcos Tollendal.

A estratégia operacional da Savis, segundo o presidente, é o elemento surpresa. “Nosso satélites têm a função de agir como o Exército na Operação Ágata, mas sem divulgação na TV e outras coisas que permitem que mal intencionados conheçam os lugares mais visados”, compara.

O contrato da Savis, de R$ 839 milhões, prevê a implantação do sistema operacional do Sisfron até 2021.

 
O senador Delcídio viabilizou R$ 250 milhões do PAC, a serem aplicados no Sisfrom em 2014 (Foto: João Garrigó)O senador Delcídio viabilizou R$ 250 milhões do PAC, a serem aplicados no Sisfrom em 2014 (Foto: João Garrigó)

Recursos – Até 2021, o orçamento previsto para o Sisfron é de R$ 12 bilhões, ou R$ 500 milhões por ano. O Exército brasileiro vai disponibilizar R$ 260 milhões em 2014, e o governo federal, R$ R$ 250 milhões por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

“Conversei com a ministra Mirian Belchior, do Planejamento, e ela nos garantiu que os R$ 250 milhões estão dentro da Lei Orçamentária, mesmo que ela ainda não tenha sido votada. A ministra garantiu o recurso”, afirmou o senador Delcídio do Amaral (PT), que tomou a implantação do Sisfron como projeto pessoal e garantiu a verba.

“Dependendo de como o Orçamento for definido, podemos conseguir aumentar esse valor. O ideal seria a chegar a R$ 500 milhões para o ano que vem, mas precisamos ser pés no chão, e tentar chegar a pelo menos R$ 300 milhões”, acrescenta o senador.

Audiência Pública – A audiência pública faz parte de um ciclo de debates, promovido pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. A primeira aconteceu em Ponta Porã, depois em Corumbá e agora em Campo Grande, na Assembleia Legislativa.

O presidente da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social da Casa, deputado estadual Cabo Almi (PT), reforça a importância do Sisfron. “É uma forma estratégica de proteger toda a fronteira, e vai inibir o tráfico de drogas e armas, e garantir a soberania nacional”, afirma. O sistema vai cobrir 16.886 km de fronteira, cerca de 27% do território brasileiro.

Também participaram da audiência Participam da audiência o comandante do Comando Militar do Oeste (CMO), general de exército João Francisco Ferreira; o gerente do Projeto Estratégico Sisfron, general João Roberto de Oliveira; o comandante da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, general Lourival Carvalho da Silva; o comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira de Corumbá, general Pedro Paulo de Mello Braga.

 
2ª audiência pública na Assembleia Legislativa debateu implantação do Sisfron em MS (Foto: João Garrigó)2ª audiência pública na Assembleia Legislativa debateu implantação do Sisfron em MS (Foto: João Garrigó)

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS EM MS
Prosseguir: Governo volta a registrar municípios em grau de risco extremo
CNH EM 2021
Confira as 9 multas que não vão mais gerar pontos na CNH em 2021
EMPREGO E RENDA
Cerca de 5 mil indígenas de MS são contratados por empresas de SC e RS para a colheita da maçã
MIRANDA - MS - PROJETO SALOBRA
Mais uma parceria CRAS e Projeto Salobra, em Miranda
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h