Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 11 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
DECRETO DO GOVERNO

Publicado decreto que formaliza atuação de compradores e vendedores de bovinos em MS

4 Dez 2013 - 16h29Por Notícias MS

Publicado no Diário Oficial do Estado de hoje (4) o decreto nº 13.830, que altera e acrescenta dispositivos ao decreto nº 12.056, regulamentador do tratamento tributário dispensado às operações com gados bovinos entre outros e seus subprodutos. A nova publicação formaliza a atuação de compradores e vendedores de bovinos no Estado.

Em reunião na tarde de ontem (3) com a titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Correa da Costa, e representantes do setor, o governador André Puccinelli assinou o decreto. “Trata-se da formalização de um setor da agropecuária que andava meio de lado na economia”, disse a secretária durante a solenidade.

Segundo Tereza Cristina, o decreto é de suma importância para os empresários que já possuíam uma ação diferente no setor de compra e abate de bovinos através da terceirização. “Com a assinatura do decreto cada empresário que está ligado a um frigorífico vai passar a comprar e a vender com o seu próprio CNPJ, com a sua própria empresa. Ele será o responsável não só pelo pagamento dos animais, mas também pelo pagamento dos impostos. Esses “terceirizados” são microempresas que atuam dentro de um guarda-chuva maior, como por exemplo acontece no frigorífico de Terenos, que abriga mais de 30 empresários compradores abatedores de bovinos”, explicou.

De acordo com o empresário do setor Júlio Victoriano, a atividade é diferente da realizada pelos grandes frigoríficos. “No nosso caso há uma relação pessoal com os produtores, nós vamos até à fazenda realizamos a compra no peso vivo e pagamos 100% do rebanho dentro da propriedade, então é uma negociação diferenciada. Fornecemos aos frigoríficos uma mercadoria de melhor qualidade, que tem preço agregado e faz novos nichos de mercado, o que acrescenta valores extremos tanto para a empresa quanto para o pecuarista”, afirmou.

Para o presidente da Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carne de MS (Assocarnes), João Alberto Dias, o decreto é resultado de uma grande luta que irá beneficiar os empresários que não tinham acesso à formalidade. “Trata-se de um grupo que abatia animais sem ser dono de plantas frigoríficas e agora com o novo decreto quem ganha são todos: o governo, que acaba de enxergar um novo grupo de contribuintes; a população, que terá mais empresários praticando abate e ofertando consequentemente mais carne. Atualmente o grupo de empresários que atua no setor corresponde de 10% a 15% das plantas frigoríficas instaladas no Estado, mas acredito que com o decreto haverá estímulo para outros empresários, pela dinâmica e pela formalidade. Acredito também que irá aumentar o número de abates, a qualidade, a oferta e com a melhora da oferta o principal, o preço”, avaliou.

A publicação na íntegra encontra-se na página 10 do Diário de hoje.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEU RUIM - OZONIOTERAPIA
COVID: Deputada que apoia aplicação de ozônio no combate ao coronavírus é internada com covid-19
PROCESSO SELETIVO
Governo divulga resultado preliminar de processo seletivo para área da saúde
SAÚDE
CLOROQUINA: Pacientes reumáticos que fazem uso de cloroquina não estão imunes ao coronavírus
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Estado autoriza obras nas rodovias Guaíra Porã e MS-290, em Iguatemi
HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo do dia: a previsão de hoje (11/8) para o seu signo
HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo desta terça-feira 11 de agosto de 2020
ALERTA NA PANDEMIA
Médica explica por que o coronavírus é devastador em pacientes cardíacos
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ?, Ganhadores do Nota MS Premiada têm até dia 14 para fazer cadastramento
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Investimento em parques industriais acelera geração de empregos em MS
VÍTIMA DE COVID-19 EM MS
Vice-prefeita morre com coronavírus em MS