Menu
SADER_FULL
terça, 24 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CIA DO BICHO
religião

Número de católicos cai 13% na América Latina em 19 anos, diz estudo

17 Abr 2014 - 17h44

A chegada do Papa Francisco aumentou a confiança da América Latina na Igreja católica, mas o número de fiéis caiu 13% entre 1995 e 2014, segundo estudo do instituto "Latinobarómetro".

Nos últimos 19 anos, o número de pessoas que se declaram católicas diminuiu de 80% para 67% na América Latina. Na América do Sul, a queda foi de 10% e na América Central 17%.

A confiança na Igreja é superior a 60% em todos os países da região, com exceção do Uruguai (48%) e Chile (44%). Segundo a pesquisa, os latino-americanos confiam mais na família e, em segundo lugar, na Igreja Católica.

"Os católicos recuperam a confiança na Igreja, apesar dos escândalos, provavelmente como consequência da chegada e liderança do Papa Francisco", afirma o instituto privado Latinobarómetro, que tem sede em Santiago.

Mas a pesquisa destaca que entre 2011 e 2013 "não há um efeito 'Papa Francisco' em toda a sociedade, e sim apenas na confiança na Igreja Católica". A América Latina é a única região do mundo que tem uma religião - o catolicismo - muito mais dominante que outras.

Por idade

O percentual de católicos aumenta de acordo que aumenta a idade - 61% dos jovens são católico, enquanto entre os maiores de 60 anos representam 74% -, mas com os evangélicos acontece o contrário: entre os jovens há 19% de fiéis e entre os maiores de 60 anos apenas 14%.

Os católicos aumentam quando maior o nível de educação, de 64% na educação básica a 72% no ensino superior, enquanto os evangélicos diminuem de 22% a 10% respectivamente. Ao mesmo tempo a pesquisa constata o avanço dos evangélicos na América Central e um processo de secularização constante no Chile e Uruguai.

Chile e Uruguai também são os países com menor prática religiosa. No Chile, o percentual de católicos caiu de 41% em 2010 para 27% em 2013.

Segundo o estudo, "os valores da inovação, transparência, competência, perseverança, como pilares das sociedades modernas, não necessariamente são abraçados pelas sociedades latino-americanas, onde prevalecem valores mais tradicionais como obediência, bons hábitos e responsabilidade".

A pesquisa teve a colaboração de várias consultorias e ouviu 20.200 pessoas em 18 países da América Latina. A margem de erro fica entre 2,8% e 3,5% dependendo do país. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul FÁTIMA DO SUL E CULTURAMA
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul
FALTA DE ENERGIA
Está sem luz? Energisa diz que temporal com '6 mil raios' é responsável por queda de energia
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo do Estado entrega 20 motos BMW para a PM e o Corpo de Bombeiros Militar
CALORZINHO NO MS
Cidade de MS bate recorde histórico de temperatura máxima 44,6 °C
SORTUDOS DE MS
SORTUDOS DE MS: 5 apostadores levam a quina da Mega-Sena, confira se foi você
MS DESTAQUE
Com práticas voltadas para Educação e Gestão Pública, MS é destaque em 1º Prêmio do Brasil Central
FERIADÃO CHEGANDO
Feriado prolongado na pandemia: consciência, reponsabilidade e cuidados redobrados