Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 1 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
POLÍTICA

Mario Cesar diz que filho do desembargador João Batista foi nomeado por Bernal

27 Dez 2013 - 13h13Por Correio do Estado

Diante da guerra liminares de ontem (26), que terminou com a sessão de julgamento do prefeito Alcides Bernal (PP) sendo encerrada, o presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), afirmou na manhã de hoje (27) que irá recorrer ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e à Corregedoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por conta da conduta do desembargador e vice-presidente do TJMS, João Batista da Costa Marques, que derrubou a liminar da colega Tânia Garcia de Freitas Borges. O presidente da Casa também procurou ontem (26) o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), porque segundo ele, o filho de João Batista, Rubens Moraes da Costa Marques, foi nomeado por Bernal no dia 17 de setembro deste ano, na Comissão Gestora do Fundo Municipal de Investimentos Culturais (FIC). Ele apresentou cópias da publicação da nomeação. “É evidente que ele [João Batista] deu vantagem para o Bernal”, opinou o vereador Edil Albuquerque (PMDB).

Os vereadores também questionam outros pontos, que foram enumerados por Mario Cesar: o aparecimento de duas decisões diferentes no sistema do TJMS; o fato da decisão favorável à Câmara não ter sido publicada, apenas as que favoreciam o prefeito; a última decisão de ontem já estar no sistema antes mesmo do oficial de Justiça chegar à Casa e o contraste entre a rapidez para as questões envolvendo Bernal e a demora quando se tratava da Câmara. Segundo ele, a primeira liminar chegou à Casa às 9h20min, mas o oficial de Justiça estava ciente às 7h30min, o que provocou a suspensão da sessão logo no início. Além disso, a desembargadora teve que ir pessoalmente ao TJMS, pois não conseguia acessar o sistema de casa.

Ainda de acordo com o presidente da Câmara, a intenção é retomar a sessão de onde parou, na leitura da página 97 do relatório final da Comissão Processante, e não iniciar todo o processo novamente. Não há nada confirmado, porém, os vereadores estão pensando em esperar a volta de todo o colegiado do recesso de fim de ano, no dia 5 de janeiro, para evitar nova intervenção do vice-presidente do TJMS, que mesmo com a volta do desembargador Joenildo de Sousa Chaves, no dia 1º de janeiro, continua um dos responsáveis pelo plantão. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CNH EM 2021
Confira as 9 multas que não vão mais gerar pontos na CNH em 2021
EMPREGO E RENDA
Cerca de 5 mil indígenas de MS são contratados por empresas de SC e RS para a colheita da maçã
MIRANDA - MS - PROJETO SALOBRA
Mais uma parceria CRAS e Projeto Salobra, em Miranda
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos