Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 27 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
habitação

Maior satisfação do "Minha Casa, Minha Vida" é em MS; nota 9,8

26 Nov 2013 - 17h41Por Campo Grande News

Pesquisa nacional contratada pelo Ministério das Cidades junto ao IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revelou que Mato Grosso do Sul é o estado onde existe maior satisfação dos beneficiários do programa “Minha Casa, Minha Vida”. A nota foi 9,8. “Foi quase 10, que seria a perfeição”, comemorou o secretário estadual de Habitação, Carlos Marun.

Para ele, o expressivo resultado decorre de atuação integrada de quatro fatores. “Quando se valoriza as parcerias, se briga por bons projetos, se fiscaliza o andamento das obras e se destina casas para quem precisa, é isto que acontece”, afirmou o secretário.

Quanto às parcerias, Marun destaca especialmente a do governo federal, “que é o grande municiador de recursos”. Salienta, ainda, que para o Estado têm sido relevantes os entendimentos com os municípios.

Considera ainda que os projetos são “bem ancorados” e a execução cuidada de perto, com um sistema de fiscalização eficiente. “E em quarto lugar estamos dando casa para quem precisa. Não é gente que chega e reclama do trinco. Chega que precisa, que valoriza o imóvel”, apontou.

Déficit 22% menor - Outra pesquisa, divulgada ontem, aponta que de 2007 para cá o Estado conseguiu reduzir em 22% o déficit habitacional, conforme destacou o secretário Carlos Marun. “Mato Grosso do Sul é o único estado da região Centro-Oeste em que o déficit diminuiu”, enfatizou.

De acordo com Marun, em 2007, primeiro ano de atual governo, o déficit habitacional no Estado era de 80 mil unidades. “Vamos entregar com um déficit 50 mil. É uma grande redução, porque ao mesmo tempo que construímos casas há crescimento vegetativo da população e das necessidades”, apontou o secretário.

Em quase sete anos de governo de André Puccinelli, conforme o secretário, já são 60 mil moradias garantidas, o que inclui as entregues, em execução e contratadas. “Até o final do governo, no ano que vem, serão 70 mil moradias, o que dá uma por hora”, disse.

Os resultados das duas pesquisas, na avaliação de Marun, mostram que o Estado está no caminho certo. “As duas pesquisas nos trazem a certeza que estamos atendendo quem precisa em quantidade e qualidade”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul FÁTIMA DO SUL E CULTURAMA
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul
FALTA DE ENERGIA
Está sem luz? Energisa diz que temporal com '6 mil raios' é responsável por queda de energia
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo do Estado entrega 20 motos BMW para a PM e o Corpo de Bombeiros Militar
CALORZINHO NO MS
Cidade de MS bate recorde histórico de temperatura máxima 44,6 °C