Menu
SADER_FULL
sexta, 23 de julho de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
relembrar é viver

Leia o artigo, "Eleições 1982: A primeira para Governador de MS" por Wagner Cordeiro

15 Set 2014 - 11h32Por Wagner Cordeiro

ELEIÇÕES 1982: A PRIMEIRA PARA GOVERNADOR DE MS

Wagner Cordeiro Chagas[1]

Quando Mato Grosso do Sul foi criado, no dia 11 de outubro de 1977, de modo arbitrário, sem consulta popular para saber se os mato-grossenses queriam ou não a divisão, os governadores dos estados não eram eleitos pelo povo. Era o terrível período da ditadura militar.

Assim, nossos primeiros governadores (Harry Amorim Costa, Marcelo Miranda Soares e Pedro Pedrossian) foram nomeados pelo presidente da República. Somente no dia 15 de novembro de 1982 é que os sul-mato-grossenses puderam ir às urnas escolher o governador, além de senador, deputados estaduais e federais, vereadores e prefeitos de alguns municípios. As eleições de 82 foi tema de minha pesquisa de mestrado em História, recém defendida na UFGD.

Em 1982, o pleito para os chefes dos Executivos estaduais voltou a ser direto em todo Brasil, depois de 16 anos da suspensão do direito de escolha dos mesmos pelo voto popular. No jovem Mato Grosso do Sul 4 nomes concorreram naquele pleito: o ex-deputado federal cassado pela ditadura Wilson Barbosa Martins (PMDB); o ex-prefeito de Dourados José Elias Moreira (PDS), candidato do governador Pedrossian e do presidente João Figueiredo; o ex-ministro da Saúde do governo João Goulart, Wilson Fadul (PDT); e o advogado e deputado federal Antônio Carlos de Oliveira (PT).

No entanto, o embate se concentrou nos candidatos Wilson Barbosa Martins e José Elias Moreira. Naquela época (bem diferente da campanha virtual que temos hoje) as campanhas eram feitas no corpo a corpo e os candidatos literalmente gastavam a sola do sapato na busca pelos votos. A propaganda no rádio e na TV era regulada pela Lei Falcão, de 1976, que não permitia aos candidatos falar com o eleitor. Na TV aparecia apenas um breve currículo do candidato, seu nome ou número e uma foto (fico a imaginar como o deputado Tiririca faria sua propaganda numa situação daquela).

Urna eletrônica era um sonho e a contagem dos votos levava dias. Outro dado interessante era o voto vinculado, que obrigava o eleitor a votar em candidatos do mesmo partido. Por exemplo, se o eleitor quisesse votar no PDT para governador, deveria votar na mesma sigla para os outros cargos, caso contrário o voto seria anulado. A vinculação do voto foi um mecanismo encontrado pela ditadura para tentar impedir o crescimento da oposição, representada com maior força pelo PMDB. Em outras palavras, a ditadura abria o caminho para a redemocratização do Brasil, mas não pretendia entregar tão rapidamente o poder aos civis.

Após uma campanha de quase 5 meses, Wilson Barbosa Martins se elegeu governador do estado. Sua chegada à chefia do Executivo só foi possível devido a um conjunto de fatores. Primeiro, a entrada de lideranças que até pouco tempo pertenciam aos quadros da ARENA, como Marcelo Miranda Soares, João Leite Schimidt, Lúdio Coelho, Antônio Mendes Canale e José Fragelli, deu um forte peso político a sua candidatura. Segundo, a militância aguerrida do Partido Comunista Brasileiro (PCB) -  composta por professores, estudantes, lideranças comunitárias, profissionais liberais, entre outros - que por ser ilegal optou por se filiar no MDB/PMDB como forma de lutar pela democracia, ficou responsável por, entre outras coisas, arregimentar diversos movimentos sociais, como sindicatos e associação de bairros, em torno das propostas do PMDB. Terceiro, o desejo de democratização nos meios políticos do estado e do país era algo que crescia significativamente entre muitas pessoas. Dessa forma, as eleições de 1982 representaram um divisor de águas na política de Mato Grosso do Sul, pois a partir daquele momento estavam garantidas as bases da redemocratização no estado, e, num futuro breve, do país.

[1] Mestre em História pela UFGD e professor em Fátima do Sul (wc-chagas@hotmail.com)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Primeira onda de frio intenso chegou ao MS no final de junho (Foto: Arquivo/Marcos Maluf) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS OLHA QUEM TÁ VOLTANDO
Frio volta na próxima semana e mínimas podem chegar aos 3ºC
SEGURANÇA E TECNOLOGIA
Princípios básicos da segurança cibernética em empresas
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Investimentos do Governo na área habitacional melhoram a qualidade de vida de famílias de Bela Vista
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Estrada Viva: Seinfra, UEMS e Ong's se unem para mitigação de morte de animais nas rodovias de MS
LOCKDOWN EM CIDADE DE MS
Cidade de MS decreta 'lockdown' de 4 dias e manda população estocar alimentos
by baymetrics.analytics SEGURANÇAS CIBERNÉTICA
Princípios básicos da segurança cibernética em empresas
TURISMO EM MS
Mirante do Refúgio Canaã é a janela para o paraíso, confira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo Azambuja autoriza obras de pavimentação e recapeamento em Bela Vista
RETOMADA
MS será um dos primeiros a retomar todas as atividades essenciais, afirma governador
FRIO - INVERNO
FRIO INTENSO: Semana começa gelada e temperaturas atingem 4°C