Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 2 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
SITIOCA ALVORADA
JUSTIÇA ELEITORAL

Justiça anula atos da CPI do Pesqueiro e salva prefeito do interior de MS da cassação

4 Abr 2014 - 16h29Por Mídia Max

A Justiça de Mato Grosso do Sul deferiu liminar e tornou nulo todos os atos da CPI do Pesqueiro, da Câmara de Ribas do Rio Pardo, que requeria a cassação do prefeito José Domingues Ramos, o Zé Cabelo (PSDB).

A liminar assinada pelo juiz Marcelo Guimarães Marques concede anulação dos atos até quando se afastou o vereador Ângelo da Silva, que era o relator da CPI. O afastamento, segundo o advogado do prefeito, André Borges, foi pedido tendo em vista que Ângelo foi um dos vereadores que assinou o pedido de implementação da CPI, o que feria o princípio da impessoalidade.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Ribas do Rio Pardo, a decisão judicial aconteceu um dia depois do novo relator da CPI, vereador Diony Érick, apresentar seu relatório final propondo a punição prevista no artigo 74, incisos 7 e 8, onde está prevista a cassação do prefeito.

O parecer pela cassação foi objeto de discórdia do vereador Joaquim dos Santos, membro da CPI, que votou contra, porém o relatório final foi aprovado por maioria e seria levado a votação pelo plenário na próxima segunda-feira (7).

Com a decisão judicial, o parecer não tem mais validade, visto que o documento está baseado nos atos da CPI, que foram anulados nesta sexta-feira (4).

Hoje, o prefeito exonerou seu vice-prefeito Paulo César Lima Silveira do cargo de Secretário Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, sob a alegação de que ele teria articulado sua cassação.

Doação ilegal

A CPI foi aberta em outubro do ano passado para investigar uma doação supostamente irregular de área pública pelo prefeito Zé Cabelo, sem os devidos trâmites legais.

A área de pouco mais de três hectares que contempla uma APP (Área de Proteção Permanente) e por uma E.L.U.P (Espaço Livre de Uso Público) e foi incorporada com autorização da prefeitura à área vizinha, de propriedade privada, que já tinha cinco hectares e ficou com um total de oito hectares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CNH EM 2021
Confira as 9 multas que não vão mais gerar pontos na CNH em 2021
EMPREGO E RENDA
Cerca de 5 mil indígenas de MS são contratados por empresas de SC e RS para a colheita da maçã
MIRANDA - MS - PROJETO SALOBRA
Mais uma parceria CRAS e Projeto Salobra, em Miranda
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos