Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 1 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
SITIOCA ALVORADA
eleições de 2014

Jerson diz que pede licença do PMDB, caso candidatura de Nelsinho seja confirmada

12 Nov 2013 - 15h39Por Mídia Max

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB) afirmou durante sessão desta terça-feira (12) que se a candidatura de Nelsinho Trad (PMDB) for homologada pelo partido, no outro dia se licencia do PMDB. Jerson sempre deixou claro sua pretensão em ver o eleito governador, o petista Delcídio Amaral (PT), na sucessão de André Puccinelli (PMDB). Esse posicionamento não agrada nem um pouco Nelsinho, que tenta a todo custo se viabilizar para conseguir emplacar uma cabeça de chapa em 2014.

O deputado declarou que na opinião dele, as pretensões de Nelsinho são legítimas, mas que cada um tem direito de ter seu posicionamento pessoal. “Acho que o Nelsinho tem suas pretensões, são legitimas são legais. Não questiono a candidatura dele, mas não faço uma política criticando meu adversário e sim enaltecendo o candidato que eu apoio, por entender que ele é o melhor”, explicou.

As declarações de Jerson têm provocado uma espécie de ‘ciumeira’ em Nelsinho, que não recua em colocar seu nome e abraçar o projeto político nacional, de união entre PMDB e PT. Contudo, o deputado diz que segue fiel dizendo que seu compromisso é com Puccinelli.

“Meu compromisso é com Puccineli. Ele mesmo já anunciou o apoio à presidente Dilma, se o governador não conseguir conduzir o partido a uma aliança com o PT a nível nacional em apoio a Dilma, ele já disse que vai se licenciar do partido, e eu o seguirei. Agora, se ele apoiar a candidatura a nível de Estado do seu sucessor do PMDB e essa candidatura for homologada, eu peço licenciamento no outro dia para que tenha liberdade de apoiar quem eu quiser”, disparou.

As declarações expõe o racha que vive o PMDB. O primeiro sinal foi dado pelo vice-presidente do partido, Esacheu Nascimento, que afirma incansavelmente seu apreço por Simone, que para ele reúne mais densidade do que Nelsinho.

Questionado se em caso de a escolhida pelo PMDB ser Simone, Jerson recuou, dizendo que nesse caso, seguiria incondicionalmente o partido.

“Ainda é muito cedo e prematuro pra decidir isso. Mas eu pergunto: amanhã, se o governador Andre que é nosso líder maior, decidir pelo apoio a um candidato do PT, no caso o Delcídio, aqueles que hoje são contra, permanecerão contra ou a favor da candidatura do Delcídio? Se forem contrários e tiverem trabalho paralelo, consequentemente teriam que ser pedidas a expulsão desses membros do partido. Mas é isso: ainda é muito cedo para essa discussão”, encerrou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CNH EM 2021
Confira as 9 multas que não vão mais gerar pontos na CNH em 2021
EMPREGO E RENDA
Cerca de 5 mil indígenas de MS são contratados por empresas de SC e RS para a colheita da maçã
MIRANDA - MS - PROJETO SALOBRA
Mais uma parceria CRAS e Projeto Salobra, em Miranda
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos