Menu
SADER_FULL
segunda, 30 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CIA DO BICHO
discussão

Hospital do Texas desliga aparelhos de grávida com morte cerebral

27 Jan 2014 - 17h31Por Yahoo

Vocês se lembram do caso que contei há uma semana de uma mulher grávida que estava internada em um hospital do Texas e cujo marido queria desligar os aparelhos alegando que a esposa não queria ser mantida viva se tivesse morte cerebral? Pois bem, foram dois meses de uma batalha que chegou ao fim. Na última sexta-feira, um juíz de Fort Worth, onde fica o hospital, decidiu que fosse removido qualquer método artificial que estivesse mantendo a respiração da paciente. Ontem, os aparelhos que faziam o coração e o pulmão de Marlise Munoz funcionarem foram desligados.

A mulher estava entrando no quinto mês de gestação, por isso o dilema. Enquanto a família brigava para que os médicos não mantivessem o corpo funcionando por meio de máquinas, o Hospital John Peter Smith argumentava que esse era o procedimento previsto pela lei estadual no caso de uma gravidez.

Semana passada comentei o caso aqui, questionando se a mãe teria o mesmo desejo (de que desligassem os aparelhos) no caso de estar grávida. Não questionei o papo da mulher com o marido, até porque eu mesma já combinei com o meu que quero ser cremada. Também não questionei o desejo dela de não ser mantida viva caso algo acontecesse, cada um tem uma opinião para um momento complicado como esse. Questionei apenas o fato desse dilema no momento em que ela estava gerando um bebê. Não daria pra esperar até o parto e, depois, desligar os aparelhos? Agora chega a informação que o feto era "distintamente anormal" e seu desenvolvimento não era "viável". O feto teria sofrido graves consequências pela falta de oxigênio no momento da embolia pulmonar, quando foi declarada com morte cerebral. O juíz ressaltou que, se estivesse viva, a mãe teria abortado diante dos danos sofridos pelo feto.

Não vou dar minha opinião com relação ao que faria se estivesse no lugar dessa família porque é fácil dar palpite quando a questão não é com a gente. Mas confesso que meu coração fica angustiado de imaginar uma gravidez interrompida na 22a semana de gestação, sem o consentimento da mãe.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CNH EM 2021
Confira as 9 multas que não vão mais gerar pontos na CNH em 2021
EMPREGO E RENDA
Cerca de 5 mil indígenas de MS são contratados por empresas de SC e RS para a colheita da maçã
MIRANDA - MS - PROJETO SALOBRA
Mais uma parceria CRAS e Projeto Salobra, em Miranda
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos