Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 25 de fevereiro de 2021
SADER_FULL
Busca
calote

Ex-funcionárias da Mega Serv denunciam que empresa não depositou nenhum FGTS

16 Out 2013 - 10h04Por Mídia Max

Três, dos mais de 200 ex-funcionários da Mega Serv, denunciaram ao Midiamax que não receberam o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) referente aos meses que trabalharam na empresa, que tinha contrato emergencial com a Prefeitura de Campo Grande para serviço de limpeza nas unidades de Saúde da Capital.  

Ao todo, elas contam que trabalharam por quase seis meses e após o contrato ser bloqueado e uma licitação entrar em andamento, os funcionários foram recontratados pela prefeitura. “Aí fomos descobrir que nenhum FGTS foi depositado pela Mega Serv. A prefeitura depositou certinho, mas não paga o passe do ônibus que a lei trabalhista garante e nem o adicional noturno, que ganhávamos na Mega Serv”, afirmou uma das trabalhadoras que preferiu não se identificar.


Foto: Minamar Junior

De acordo com outra, o salário atual está em R$ 790,00 brutos, sendo R$ 100 a mais do que Mega Serv pagava. Além disso, a empresa que já foi investigada pela CPI da Inadimplência da Câmara, também não teria liberado os papéis da demissão aos funcionários que não quiseram ser recontratados para que resgatassem o FGTS ou tivessem acesso ao seguro-desemprego.

Nos extratos bancários constam apenas um depósito retroativo em maio em valores por volta de R$ 80,00, porém pelos salários que elas afirmam que recebiam deveria constar no mínimo R$ 344,08, sem contar a correção monetária.

“Ninguém nos informa de nada. A prefeitura manda procurar a Mega Serv, a Mega Serv fala que não é mais nossa chefe e que é para procurar a prefeitura. Quem vai pagar o que temos direito?”, reclamou outra.

A nova contratação foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 9 de setembro deste ano, com a lista dos 297 serventes de limpeza, porém não detalha os valores desta contratação ao erário municipal e limitando o serviço até o dia 30 do mesmo mês.

Em outubro os trabalhadores receberam um termo de prorrogação do contrato, ampliando até o dia 30 deste mês, mas elas alegam que não sabem até quando vão ter o emprego garantido.

Além disso, todos foram avisados de que não haveria cargos de chefia e agora apontam que cerca de cinco funcionários foram elevados a supervisores e não se sabe se estão o quanto estão ganhando a mais por isso.

As ex-funcionárias ainda afirmam que vão ao Ministério Público do Trabalho para denunciar a situação. O órgão confirmou que já há um processo contra a Mega Serv correndo, mas sobre a jornada de trabalho e pela sede em Dourados (MS).

Produtos

Mesmo proibida de atuar na limpeza das unidades de Saúde, as ex-funcionárias denunciaram e mostraram um pedaço retirado de um saco plástico, que a Mega Serv ainda seria a distribuidora de produtos para o serviço.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura, mas após dois dias ainda não recebeu nenhuma resposta. Na página oficial da Mega Serv, na lista de clientes não consta mais a Prefeitura de Campo Grande.

No escritório da capital a reportagem esteve após a denúncia, mas não encontrou ninguém. Empresários de lojas em volta afirmaram que há semanas não aparecem funcionários no local.

O represente da Mega Serv em Campo Grande, Milton Felício, não quis falar com a reportagem e designou seu advogado que, segundo seu escritório, estaria viajando e até o momento também não retornou as ligações.

De acordo com a última entrevista dada pelo secretário municipal de Administração, Ricardo Ballock, no mês passado, a licitação para a contratação da nova empresa para a limpeza está correndo e as concorrentes seriam a própria Mega Serv e a Vyga Prestadora de Serviços.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS VACINAS CHEGANDO
MS recebe com quinta remessa de vacinas contra a Covid-19 e intensifica campanha de imunização
EMEI Lafayete Câmara de Oliveira, em Campo Grande (MS)  Foto: Google Street View CORONAVÍRUS NO MS
Em MS, Escola tem 7 funcionários que testam positivo para Covid-19 e local é desinfetado
GRUPO BOTICÁRIO
O Boticário terá 100% de seus itens de perfumaria produzidos com EcoÁlcool
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em entrega de motoniveladoras, governador anuncia mais de mil equipamentos para agricultura familiar
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo Azambuja troca secretários para dar mais dinamismo à administração
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega 28 motoniveladoras e 127 viaturas nesta segunda-feira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com mais de 200 Km da rodovia, operação tapa-buraco na MS-040 deve terminar na próxima semana
PESCA ESPORTIVA
Influenciadoras se unem e promovem pesca noturna feminina no Rio Aquidauana
Sucuri é flagrada boiando após engolir presa em rio de MS.  Foto: Elvio Mariano/Imagem AGORA DEU MEDO
AGORA DEU MEDO: Sucuri de 6 metros é flagrada boiando em rio após engolir presa em MS
CNH VENCIDA
Mais de 3 mil CNH's vencidas em fevereiro de 2020 devem ser renovadas até o fim do mês