Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 5 de agosto de 2021
Busca
situação de emergência

Estado decreta situação de emergência na ponte sobre o rio Paraguai

4 Set 2014 - 18h05Por Diário Corumbaense

O Governo Estadual decretou situação de emergência, pelo período de 180 dias, na ponte rodoviária da BR-262, na região do Porto Morrinho, em Corumbá, por conta do “desastre”, classificado como “colapso de edificações”, relacionado à colisão de um empurrador paraguaio num dos pilares laterais da ponte sobre o rio Paraguai, ocorrida na madrugada da terça-feira, 26 de agosto.

Publicado na edição desta quinta-feira, dia 04, o decreto “E” Nº 50, datado de 03 de setembro, esclarece que, de acordo com laudos técnicos, o impacto da colisão “deslocou parte da superestrutura da ponte entre os pilares P3, P4 e P5, no sentido jusante em 20 cm e danificou também os aparelhos de apoio às vigas, que funcionam como equalizadores” e que o choque trouxe como danos a interrupção do tráfego de carretas acima de sete eixos por questões de segurança.

A decisão levou em consideração o fato de a BR-262 ser o “único acesso rodoviário ao municípios de Corumbá e Ladário”, região onde se localizam “uma das maiores fontes de minério de ferro do Brasil” e que o “colapso” na estrutura da ponte “afeta negativamente a cadeia econômica” das duas cidades em várias áreas, “como abastecimento de produtos de consumo diversos, atividades turísticas, entre outros, caminhando para uma desassistência à população pantaneira”.

Segundo o decreto, assinado pelo governador André Puccinelli, os órgãos da administração direta e indireta do Estado “ficam autorizados a prestar apoio suplementar aos Municípios afetados “ desde que haja “prévia articulação com o órgão de Coordenação do Sistema Estadual de Defesa Civil”. As prefeituras de Corumbá e Ladário, decretaram no dia 02 de setembro, situação de emergência em razão da colisão contra a ponte.

O choque

A colisão aconteceu na madrugada de 26 de agosto, quando empurrador de bandeira paraguaia transportando seis barcaças com carga de farelo de milho, que navegava à deriva pelo rio Paraguai bateu contra um dos pilares laterais da ponte. A Capitania Fluvial do Pantanal, subordinada ao Comando do 6º Distrito Naval da Marinha do Brasil, já abriu inquérito para apurar causas e responsabilidades do acidente. a apuração tem prazo de três meses para ser concluída. A carga seguia para Assunção, capital do Paraguai.

Três anos atrás, mais precisamente em 08 de maio de 2011, o empurrador Doña Carmen de bandeira paraguaia transportando 16 barcaças de farelo de soja bateu contra o pilar central da ponte. Com a colisão um vão de cerca de 20 centímetros abriu-se na estrutura da ponte e o tráfego de veículos foi interditado por questões de segurança. A cidade ficou isolada por quase seis horas. Naquele ano, o Governo do Estado também decretou situação de emergência.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATO OU FAKE - FRIO
Nova onda de frio?, fato ou fake, confira a previsão
FÁTIMA DO SUL - ORLA TCHAU FRIO!!!
TCHAU FRIO: Nova onda de calor deve chegar na próxima semana, confira a previsão
Bombeiros controlam incêndio no carro do motorista de aplicativo  Foto: José Aparecido/TV Morena POR POUCO
Motorista de aplicativo sequestrado é tirado de porta-malas antes de carro ser tomado por chamas
FÁTIMA DO SUL - CIA DO BICHO
Entenda o que é cinomose e como proteger seu melhor amigo, a Cia do Bicho te dá às dicas
DEPUTADA MARA CASEIRO AÇÕES DEPUTADA MARA CASEIRO
Construção de novas instalações para o quartel da Polícia Militar de Chapadão do Sul é reivindicado
MARA CASEIRO AÇÕES DEPUTADA MARA CASEIRO
Agosto Lilás: Deputada Mara aborda representatividade feminina na política
DEPUTADO COM COVID
Diagnosticado com Covid-19, Barbosinha passa bem e cumpre quarentena em casa
ÓTICA DOURADOS - DIA DOS PAIS
Dia dos Pais chegando, a Ótica Dourados traz as melhores tecnologias do mercado em armações e lentes
CONCURSO PÚBLICO
Governo de MS abre novo concurso para professores
CORONAVÍRUS EM MS
Prosseguir: coletiva de imprensa híbrida será realizada nesta terça-feira, às 10h15