Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de junho de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Cidades

Empregados acusam atacadista de sonegar pagamento de horas extras

A empresa é acusada também de não manter relógio de ponto e nem livro de ponto dos 90 funcionários da empresa na Avenida Coronel Antonino

3 Out 2013 - 15h58Por Assessoria

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande - SECCG acusa a empresa Max Atacadista, da Avenida Coronel Antonino, de lesar direitos de seus empregados principalmente com relação às horas extras trabalhadas pelos seus 90 funcionários. A empresa resiste em colocar um relógio de ponto ou um livro de ponto para o controle do trabalho de seu quadro de pessoal.

Os diretores sindicais Apolônio Aires Marques, Elvídio Barbosa e Rubia Santana estiveram algumas vezes na empresa procurando orientar a direção da empresa para cumprir com a legislação trabalhista no tocante ao controle de entrada e saída dos funcionários. A empresa resiste e não atende às reivindicações da entidade de classe, denunciam os diretores.

Rubia Santana afirmou que como esgotou a tentativa de negociação direta com a empresa, o sindicato vai levar o caso para a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul. “Vamos levar a denúncia para o órgão do Ministério do Trabalho e Emprego no Estado, para que as devidas providências sejam tomadas”, afirmou a sindicalista.

A direção do SECCG informou também que entrou em contato, pessoalmente inclusive, com o gerente da Max Atacadista, Jurandir Nascimento, que responsabilizou técnicos da IBM que estariam protelando para fazer a instalação do relógio de ponto dos funcionários na empresa. A lei, segundo ela, obriga qualquer empresa com mais de 10 funcionários a manter o cartão de ponto ou caderno de ponto.  

Enquanto isso, os funcionários denunciam que a cada início de mês, seus salários não vêm com as horas extras trabalhadas ao longo do mês. O pior é que, segundo Rubia Santana, a empresa não tem sob rígido controle as horas extras efetuadas por cada funcionário. “Fazem cinco meses que a empresa está nessa lenga lenga e não resolve o problema. Foi por isso que os funcionários nos trouxeram o problema agora. Queremos que o Ministério do Trabalho e Emprego resolva o problema de vez”, afirmou. 

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

FOTO; BLOG FAVO DE MEL VICENTINA DE LUTO
Vicentina de luto, morre Hilton Nunes, família informa sobre velório e sepultamento
DEODÁPOLIS - AVENIDA - FOTO: PREFEITURA MUNICIPAL DE DEODÁPOLIS DEODÁPOLIS - OPORTUNIDADE
Inscrições abertas para processo seletivo; veja os CARGOS e salários e como fazer em DEODÁPOLIS
Fotos: Assessoria FÁTIMA DO SUL - CIA DO BICHO 14 ANOS
Cia do Bicho comemora 14 anos e empresários agradecem Fátima do Sul e toda região pelo acolhimento
FOGO NO PANTANAL - Fotos: Saul Schramm AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Treinamento de combate ao fogo qualifica novos soldados dos Bombeiros para atuar em incêndios flores
O codinome foi instituído por lei em dezembro de 2023 e Riedel sancionou hoje (Foto: Saul Schramm) AÇÕES DO GOVERNO DE MS
'Estado do Pantanal' oficializado em logos do Governo de MS por Riedel

Mais Lidas

FOTOS: GEONE BERNARDOVICENTINA 37 ANOS - FOTOS
Confira as FOTOS do Camarim e Abertura com Isadora Pompeo nos 37 Anos de VICENTINA
Vicentina
Festividades dos 37 Anos de Vicentina-MS trazem grandes atrações, põe na quadrada do Balanço Geral
Simone Mendes - Imagem: Instagram @simonemendesVICENTINA - 37 ANOS - SIMONE MENDES
Quintouuu com Simone Mendes e seu 'Erro Gostoso' promete balançar as estruturas em Vicentina
DEODÁPOLIS DE LUTO
Deodápolis se despede de Aparecida Martins, Pax Oliveira informa sobre velório e sepultamento
FOTO: LIGADO NA NOTÍCIALUTO NA POLÍCIA CIVIL
Luto na Polícia Civil: Morre Marquinhos do SIG, família informa sobre velório e sepultamento