Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 29 de junho de 2022
SADER_FULL
Busca
MEDIDAS MAIS DURAS

Câmara aprova lei que multa em R$ 194 quem não usar máscara e R$ 19.400 para festa clandestina

O projeto prevê também que o proprietário ou possuidor de imóvel que promover aglomeração

20 Abr 2021 - 11h09Por JD1

A Câmara de Dourados aprovou projeto de lei complementar que “dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras durante a pandemia da Covid-19 e penalidades para quem descumprir as medidas impostas as medidas sanitárias.

De autoria dos vereadores Laudir Munaretto (MDB) e Daniela Hall (PSD), o projeto, aprovado pela maioria dos vereadores declara como “obrigatória a utilização de máscaras de proteção, ainda que de produção artesanal, por todas as pessoas durante a circulação em logradouros, instalações, edificações e áreas de acesso público no município de Dourados, enquanto perdurar a situação de emergência em decorrência da pandemia da Covid-19.” O não cumprimento ensejará pena de multa no valor de cinco Uferms, cujo valor unitário para o mês de abril de 2021 é de R$ 38,80, totalizando R$ 194 a multa.
 
O projeto prevê também que o proprietário ou possuidor de imóvel que promover aglomeração e/ou festas clandestinas estará sujeito a multa, a ser lançada no cadastro imobiliário, no valor de 30 Uferms (R$ 1.164,00). Caso a festa clandestina tenha finalidade comercial a multa será de 500 Uferms, ou R$ 19.400,00.

Entende-se por festa clandestina com finalidade comercial todo e qualquer evento de entretenimento, não autorizado pela prefeitura e no qual haja a cobrança pela participação ou venda de bebidas e/ou alimentos. As pessoas jurídicas que descumprirem as medidas sanitárias contra a Covid-19, estabelecidas em decretos municipais estarão sujeitas ao fechamento imediato pelo prazo de sete dias.
 
O artigo 4º estabelece ainda que “dado a urgência da matéria, o poder executivo deverá regulamentar em cinco dias úteis os instrumentos de fiscalização para o cumprimento desta lei”. A lei deverá entrar em vigor na data de sua publicação no diário oficial de Dourados.

Juntamente com essas medidas, no final da tarde de ontem, a Prefeitura Municipal de Dourados estabeleceu alterações que prevê pena de autuação ao supermercado, hipermercado, atacadista, mercado e lojas de médio e grande porte, que permitirem acesso simultâneo de mais de uma pessoa da mesma família.

Outra mudança diz respeitos a responsabilidades das filas. "As filas que eventualmente se formarem serão de responsabilidade do proprietário do estabelecimento, sob pena de autuação", determina o documento.

O decreto 274/2021, que regulamenta a "interdição de estabelecimentos infringentes às medidas restritivas para a prevenção do contágio do coronavírus". Os agentes municipais de fiscalização, poderão efetuar a imediata interdição dos estabelecimentos infringentes, por sete dias.
 
O estabelecimento que for interditado será multado em 90 (noventa) Uferms, cerca de R$3.400,00. Ele só poderá retomar as atividades após o período da interdição e com assinatura de Termo de Responsabilidade Sanitária junto à Secretaria Municipal de Planejamento.

Leia Também

NOVO TERMINAL DOURADOS
Seinfra projeta novo terminal de passageiros do aeroporto de Dourados
PLANTÃO FÁTIMA NEWS CASO DE POLÍCIA
Idosa que visitava filho é flagrada com drogas em Penitenciária de MS
VAKINHA SEU GILMAR FÁTIMA NEWS NA CAMPANHA
Fátima News abraça campanha para ajudar Seu Gilmar com cirurgia na coluna, veja como doar
DOURADOS - FESTA DO PEÃO
Show de Bruno e Marrone abre Semana do Peão em Dourados em Setembro, pré-vendas vai começar
Fotos: Sidnei Bronka / Ligado na Notícia DOURADOS - ACIDENTE FATAL
Motociclista morre após bater em rotatória e poste em Dourados
DUPLA DE ASSALTANTES
Dupla faz vídeo atirando com arma de arsenal furtada de colecionador em Dourados
PLANTÃO CASO DE POLÍCIA
Jovem 'quebra muleta' na irmã de 14 anos por causa de som alto em MS
Fotos: Chico Ribeiro AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Revitalização do Aeroporto de Dourados deve ser entregue no início de 2023
DENGUE DENGUE - MORTE CONFIRMADA
Morte de menina de 11 anos foi provocada por Dengue, aponta boletim em MS
DISCUSSÃO EM BAR
Mulher leva facadas nas costas e abdômen após discussão em bar de Dourados