Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 8 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
Jogo interrompido por briga

Dinamite diz que Vasco lutará "até o fim" por pontos de partida em SC

12 Dez 2013 - 10h44Por Uol

Distante das movimentações do Vasco nos bastidores após a derrota por 5 a 1 para o Atlético-PR e a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, Roberto Dinamite reapareceu nesta quinta. Através de vídeo publicado pelo site oficial do clube, o presidente rompeu o silêncio e falou a respeito da ação do departamento jurídico cruzmaltino, que entrou com recurso no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) para impugnar o jogo válido pela última rodada do torneio.

O duelo disputado no último domingo, na Arena Joinville, foi marcado pela violência de torcedores. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro paralisou o jogo até que torcedores feridos pudessem ser atendidos. Foram 73 minutos de pausa até a partida ser retomada.

Dinamite afirma, em vídeo, que o jogo não deveria ser realizado nas condições de falta de segurança. "Vamos lutar até o fim pelo nosso direito. Acho fundamental que o torcedor do Vasco tenha consciência de que a diretoria vê assim. É isso que eu tenho para falar. Estamos tristes e vamos lutar até o final para que esse reparo possa estar acontecendo e, com isso, o Vasco vai lutar pelos três pontos, já que entendemos que foi tirada a tranquilidade e o equilíbrio para lutar pelo resultado que interessava", comentou o cartola.

Na Justiça, o Vasco alegará falta de condições de segurança para ter direito aos pontos do jogo vencido pelos atleticanos por 5 a 1 e evitar o rebaixamento para a segunda divisão. O Cruzmaltino também lembra no ofício o tempo excedente de paralisação ao regulamento por conta da briga generalizada entre as torcidas nas arquibancadas da Arena Joinville.

Foram 73 minutos de pausa, enquanto o artigo 21 do regulamento feito pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) estabelece um prazo de 30 minutos e mais 30 de acréscimo para situações desse tipo. Agora, cabe ao órgão responsável marcar a data do julgamento.

Confira o depoimento de Dinamite sobre o jogo em SC:

"Quero colocar a minha indignação com tudo que aconteceu na Arena Joinville. Mudanças que aconteceram no que diz respeito à segurança, à garantia do nosso torcedor e do espetáculo em si. Tudo isso culminou com o que vimos e vivemos dentro do estádio. Cenas lamentáveis e uma reação inicial da torcida do Atlético-PR para ir para o local onde estava a torcida do Vasco.

Um ponto principal é a segurança daquela partida. Acho que a Polícia Militar deveria estar ali fazendo a divisão das torcidas para que tudo pudesse transcorrer de uma forma tranquila. Essa decisão, tomada pelo Ministério Público, pela Polícia ou pela direção do Atlético-PR, foi lamentável.

O jogo foi feito, mesmo com esse problema. Se acompanharmos desde o início, a atitude da torcida do Atlético foi ir em direção à torcida do Vasco. O torcedor do Vasco, em um primeiro momento, ficou acuado dentro de um espaço menor e teve uma reação de defesa. Sou contra, não aceito e não admito a violência, mas esse jogo não deveria ter iniciado em razão de não termos segurança e policiamento adequado para a importância da partida.

Seria um jogo tenso e disputado. Infelizmente, a parte que compete ao mandante do jogo não teve a atitude para garantir o espetáculo. Ocorreram fatos que sou totalmente contra, mas que têm que ser analisados. Por isso, o Vasco está tomando as decisões e buscando defender a instituição. Vamos lutar até o final para coibir qualquer tipo de violência e atitude extracampo.

O que o Vasco busca são reparos, que consideramos de suma importância para que o jogo tenha plena condição e segurança de ser realizado. Estamos com o nosso corpo jurídico para mostrar tudo que aconteceu. Pessoas do Vasco ficaram detidas e, se houve excessos, têm que ser punidos. Torcedores do Atlético iniciaram uma violência que poderia ser contida, desde que tivesse policiamento dentro do estádio.

Então vamos lutar até o fim pelo nosso direito. Acho fundamental que o torcedor do Vasco tenha consciência de que a diretoria vê assim. É isso que eu tenho para falar. Estamos tristes e vamos lutar até o final para que esse reparo possa estar acontecendo e, com isso, o Vasco vai lutar pelos três pontos, já que entendemos que foi tirada a tranquilidade e o equilíbrio para lutar pelo resultado que interessava. Um abraço a todos".

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Parceria do Governo com bancada federal multiplica emendas e recursos aos municípios
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em parceria com o MEC, governo renova frota e entrega ônibus escolares para 79 cidades
óbitos BOLETIM CORONAVÍRUS EM MS
Homem de 37 anos está entre os 25 óbitos por coronavírus nas últimas 24h em MS
BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Mais de 1.200 vagas de empregos estão disponíveis em 25 municípios de MS, confira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Assembleia inicia semana com 10 projetos do Governo em tramitação
Crédito: Reprodução Portal Rio Verde Notícias Ilustrativa ACIDENTE FATAL
Motociclista morre esmagado ao ultrapassar carreta em MS
PREVISÃO DO TEMPO
Chuva com forte intensidade podem ocorrer e vir acompanhadas de raios
CORONAVÍRUS NO MS
Trabalho da SES possibilita habilitação de 115 leitos de UTI-Covid em MS
BORA TRABALHAR
QUER TRABALHAR: "MS Contrata+" já tem mais de 18 mil currículos cadastrados; cadastre o seu também
CONFIRA A PREVISÃO
CONFIRA A PREVISÃO: Final de semana será de céu nublado e chuvas intensas