Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 27 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
RISCO

Dengue mata 31 pessoas em MS; 77 municípios têm risco de epidemia

23 Out 2013 - 09h12Por Dourados Agora

A dengue já fez 31 vítimas fatais em 19 municípios de Mato Grosso do Sul. É o que aponta o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde que teve os dados atualizados até dia 16 deste mês. Os 79 municípios totalizaram 100.494 notificações. Exceto os municípios de Juti e Paranhos, que apresentam média incidência, o restante aponta alta incidência para a dengue.

A alta incidência está classificada aos municípios acima de 300 casos por 100 mil habitantes. Em Mato Grosso do Sul, 77 municípios estão nesta situação.

O município que apresentou o maior número de mortes foi Campo Grande, que desde o inicio deste ano contabilizou 12 mortes; em seguida vem Vicentina, com duas mortes e as cidades de Anastácio, Aquidauana, Camapuã, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Dourados, Fátima do Sul, Miranda, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Sidrolândia, Sonora e Três Lagoas, cada uma com um óbito.

DOURADOS

Em julho deste ano o Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (Liraa) apontou que Dourados apresentava risco médio de dengue, podendo evoluir para novos casos da doença. O levantamento feito com base em amostragem de oito setores do município, apontou índice de 1,35% de infestação.

Foram inspecionados 3.324 imóveis e encontrados 45 focos do transmissor da dengue. O levantamento foi feito logo após as intensas chuvas corridas em Dourados no inicio de julho. Conforme dados estaduais, Dourados notificou janeiro a outubro deste ano 2.383 casos. Dos 79 municípios, Dourados está em 69º posição no ranking de incidências da dengue.

De acordo com a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Rosana Alexandre da Silva, com o período de chuva aliada ao calor intenso, os mosquitos tentem a proliferar, por isso, a prefeitura vai intensificar as campanha e ações nos próximos meses para evitar uma epidemia.

De acordo com Rosana, as equipes de agentes de endemias não pararam com o serviço. As orientações à população e trabalho de vistoria em residências são feitos de forma constante.

Até julho, 33.783 pessoas em todas as regiões da cidade tinham sido orientadas por meio de palestras, orientações e através de abordagem individual nas vias públicas. “O nosso objetivo é eliminar todos os criadouros de focos de mosquito, mas sempre conscientizando à população”, destacou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul FÁTIMA DO SUL E CULTURAMA
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul
FALTA DE ENERGIA
Está sem luz? Energisa diz que temporal com '6 mil raios' é responsável por queda de energia
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo do Estado entrega 20 motos BMW para a PM e o Corpo de Bombeiros Militar
CALORZINHO NO MS
Cidade de MS bate recorde histórico de temperatura máxima 44,6 °C