Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
Busca
Vila São Pedro - artesanato

Comerciantes temem que desvio da BR-163 derrube vendas na Vila São Pedro e Vila Vargas

Comerciantes são contra o desvio do tráfego que consta no projeto de duplicação

25 Ago 2014 - 09h44

Comerciantes de Vila São Pedro e Vila Vargas, são contra o desvio do tráfego que consta no projeto de duplicação da rodovia BR-163, no trecho que passar por aqueles distritos de Dourados. Eles acreditam que poderão perder em torno de 70% do movimento nas vendas, se o trânsito convergir para um anel viário que tem como propósito tirar veículos pesados da rota dos distritos, assim como ocorreu na cidade de Dourados.

“As pessoas passam, olham rapidamente os artigos do próprio carro ou caminhão e depois voltam para ver melhor e acabam levando nossos produtos. Se elas não passarem mais por aqui [Vila Vargas] não vão ver e comprar e automaticamente isso vai inviabilizar nossos trabalhos”, disse a comerciante Elvira Kruger, proprietária de uma loja de artesanato em Vila Vargas, há 12 anos, que também empresa o marido, filho e nora.

Outro comerciante que também desaprova a retirada do tráfego de veículos em Vila Vargas é Edmar Reis Belo. Há mais de 30 anos ele comercializa produtos alimentícios como amendoim, feijão, alho, castanhas do Pará, tempero e mel ao lado da BR. Ele garante que não sabe se continuará com os trabalhos caso o projeto se concretize.

“Construímos tudo graças a essa BR. Se for feito o anel viário as pessoas vão optar em passar por fora de Vila Vargas, por conta da praticidade e do corre-corre do dia a dia. Isso vai impossibilitar que continuemos com o nosso serviço, já que a maioria das vendas é para pessoas de outros municípios e até mesmo de outros estados que apenas de passagem”, enfatizou.

“Vamos fazer uma mobilização para chamar a atenção das autoridades e mostrar o prejuízo que isso vai causar na economia dessas duas localidades”, enfatizou o comerciante Fábio Souza, de Vila São Pedro.

Duplicação BR

Com 847,2 quilômetros de extensão, o projeto de duplicação da BR-163 que cortará o Estado de Mato Grosso do Sul, atingindo 19 cidades e uma população de mais de 1,3 milhões. O projeto prevê a construção de oito trevos na região de Dourados. Entre esses, já foram definidas as obras, em frente da sede da Embrapa, outra no entroncamento da Avenida Marcelino Pires, uma terceira no Distrito de Vila São Pedro e também no Distrito de Vila Vargas, além de duas passarelas. As obras estão previstas para iniciarem em 2016.

O diretor de engenharia da concessionária que realiza a duplicação na rodovia, Décio de Rezende Souza, informou que o Ibama já autorizou a duplicação em 10 pontos da BR, totalizando 89,2 quilômetros de extensão, além da construção das 17 Bases Operacionais do Serviço de Atendimento ao Usuário (Sau) e nove praças de pedágio, que começa a ser cobrado a partir de outubro de 2015, quando será finalizada a primeira etapa da obra. Esta fase representa 10% do total de obras na rodovia.

As obras, que deveriam ter iniciado em abril, foram adiadas porque dependiam de autorização do Ibama. Desta vez, com parte das licenças em mãos, a concessionária pode dar início às obras de duplicação nos trechos entre o quilômetro 192 ao 203 em Caarapó, em Jaraguari - do quilômetro 513,3 ao 519, em Bandeirantes e Camapuã - do quilômetro 580,3 ao 591, em São Gabriel do Oeste/Bandeirantes/Camapuã - do quilômetro 595 ao 602, em São Gabriel do Oeste - do quilômetro 630,3 ao 648,7; Rio Verde de Mato Grosso - do quilômetro 651,8 ao 656,2; Rio Verde de Mato Grosso - do quilômetro 694,9 ao 699,5 e Sonora - do quilômetro 824,5 ao 832.

Já as praças de pedágio serão construídas nas cidades de Mundo Novo, Itaquiraí, Caarapó, Rio Brilhante, Campo Grande, Jaraguari, São Gabriel do Oeste, Rio Verde de Mato Grosso e Pedro Gomes. A partir de outubro deste ano também iniciam as obras de construção de bases do serviço de Atendimento ao Usuário. Essas unidades serão implantadas em 17 cidades, sendo uma delas em Dourados. O serviço contará com 500 funcionários distribuídos ao longo da BR-163, entre eles. 259 de atendimento pré-hospitalar, sendo 35 médicos que trabalharão 24 horas. As equipes serão apoiadas por uma frota composta por 17 ambulâncias resgate (sendo 5 Utis), 25 guinchos, 19 inspeções de tráfego e 11 caminhões de serviço.

Segurança
 

Com mais de 500 câmeras e circuito de monitoramento 24 horas, a BR-163 terá serviço de primeiro mundo, garante o diretor Décio. A implantação do sistema começa até abril de 2016.

Pedágio As nove praças de pedágio vão se concentrar nas cidades de Mundo Novo, Itaquiraí, Caarapó, Rio Brilhante, Campo Grande, Jaraguari, São Gabriel do Oeste, Rio Verde de Mato Grosso e Pedro Gomes. Para percorrer os 847 quilômetros com carro de passeio, se gastaria hoje um total de R$ 41,00. Já um caminhão de 2 eixos gastaria R$ 82,00 para cortar o Estado. O investimento é de R$ 5 bilhões na rodovia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEPUTADO COM COVID
Diagnosticado com Covid-19, Barbosinha passa bem e cumpre quarentena em casa
ÓTICA DOURADOS - DIA DOS PAIS
Dia dos Pais chegando, a Ótica Dourados traz as melhores tecnologias do mercado em armações e lentes
CONCURSO PÚBLICO
Governo de MS abre novo concurso para professores
CORONAVÍRUS EM MS
Prosseguir: coletiva de imprensa híbrida será realizada nesta terça-feira, às 10h15
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Na volta às aulas, Reinaldo Azambuja destaca investimento de R$ 289 milhões em reformas de escolas
BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Semana começa com 1,3 mil vagas de empregos em 28 cidades de MS
AÇÃO DA PMA
Fazenda com 520 cabeças de gado sem comida, alguns são encontrados mortos, PMA autua arrendatário
Corpo foi encontrado no quintal da casa da vítima, em Sidrolândia (MS).  Foto: PMMS/Reprodução CASO DE POLÍCIA
Polícia encontra corpo de idoso enterrado em quintal e sobrinha confessa homicídio
FRIO INTENSO FRIO INTENSO E CHUVA
Frio não foi embora não e Agosto será mais gelado do que o normal com duas frentes frias e chuva
Crédito: Divulgação/Prefeitura de Dourados DOURADOS - VACINAÇÃO COVID-19
Prefeitura informa novo recorde de vacinação com 7,6 mil doses em 24h