Menu
SADER_FULL
segunda, 10 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Comportamento

Canhoto tem mais probabilidade de ser bem-sucedido; veja curiosidades

Canhotos são quatro vezes mais propensos do que destros a desenvolver distúrbios psicóticos, como esquizofrenia

4 Dez 2013 - 07h29

Canhotos são quatro vezes mais propensos do que destros a desenvolver distúrbios psicóticos, como esquizofrenia. Este é o resultado de pesquisa da Universidade de Yale, nos Estados Unidos. No entanto, estudos anteriores já relacionaram a preferência pela mão esquerda a maiores chances de acidentes, de transexualidade e de ser bem-sucedido. Confira abaixo as curiosidades listadas pelo jornal Daily Mail.

1. Transtornos psicóticos
Condições difíceis no útero (como toxinas, estresse e má-nutrição) podem aumentar chances de a criança nascer canhota. E esse ambiente “impróprio” a tornaria mais vulnerável aos transtornos esquizofrênicos. Um estudo do Hospital Graylands em Perth, na Austrália, analisou registros de saúde de mais 1 mil estudantes e constatou que os adolescentes canhotos eram mais propensos a terem nascido de mulheres que fumaram na gravidez.

2. Genética
A preferência pela mão esquerda não é uma questão clara. Mesmo gêmeos idênticos (com todos os genes iguais) nem sempre usam a mesma mão para escrever. Um estudo com mais de 50 mil gêmeos idênticos, realizado pelo Instituto de Pesquisa Médica de Queensland, na Austrália, em 2009, descobriu que genes herdados representam apenas 25% da chance de ser canhoto. Os outros 75% parecem ligados a fatores ambientais.  

Estudos já relacionaram a preferência pela mão esquerda a maiores chances de acidentes, de transexualidade e de ser bem-sucedido Foto: Getty Images Estudos já relacionaram a preferência pela mão esquerda a maiores chances de acidentes, de transexualidade e de ser bem-sucedido Foto: Getty Images

3. Acidentes
Problemas no útero podem explicar também por que canhotos são mais relacionados a acidentes. Um estudo com mais de 550 crianças, publicado na revista Pediatrics, descobriu que os jovens canhotos tinham duas vezes mais chances de serem gravemente feridos e precisar de tratamento hospitalar. Os pais eram significativamente mais propensos a descrever essas crianças como “mais desajeitadas do que a média”, segundo estudo realizado pelo Hospital de Crianças de Arkansas, nos Estados Unidos, em 1993. Um relatório da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, sugere, porém, que algumas das diferenças em acidentes podem ser relacionadas ao fato de os canhotos terem de viver em um mundo feito “sob medida” para destros. “Por exemplo, os canhotos têm mais acidentes talvez por utilizar ferramentas elétricas concebidas para trabalhadores destros”, escreveram os cientistas.

4. Transexualidade
O professor de psiquiatria Richard Green, da Clínica de Identidade de Gênero da Imperial College London, na Inglaterra, descobriu que transexuais são, principalmente, canhotos, com base em dados de 400 homens e 100 mulheres transexuais. E a explicação pode estar relacionada também ao desenvolvimento no útero, que é influenciado pelo hormônio sexual testosterona, que pode estar ligado a esse problema. O levantamento de transexualidade, feito pela professora de psiquiatria Diane Watson, também encontrou níveis elevados de canhotos entre os transexuais. E isso pode estar relacionado, segundo a pesquisadora, ao estresse sofrido pela mãe durante a gravidez ou pelo bebê em um parto difícil.

5. Sucesso na carreira
Os canhotos são desproporcionalmente brilhantes? Grandes nomes, como Albert Einstein, Leonardo da Vinci, Aristóteles e Charles Darwin, eram canhotos. Chris McManus, professor de psicologia e educação médica na Universidade College London, na Inglaterra, afirma que canhotos formam um grupo que tem produzido uma cota acima da média de empreendedores. Isso teria relação com a maneira diferente que o cérebro deles é estruturado, ampliando suas habilidades. Acredita-se que eles usam os dois lados do cérebro para processamentos verbais, por exemplo, em que os destros usam apenas o lado esquerdo.

6. Mães mais velhas
O professor de psicologia Chris McManus também acrescentou que mães mais velhas têm maior probabilidade de dar à luz crianças canhotas, mas as razões ainda não são claras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Investimento em parques industriais acelera geração de empregos em MS
VÍTIMA DE COVID-19 EM MS
Vice-prefeita morre com coronavírus em MS
GLÓRIA A DEUS
Recém-nascido tratado no Hospital Regional vence a Covid-19
HORÓSCOPO DE HOJE
Horóscopo: Confira a previsão de hoje (08/08) para seu signo
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Servidor de MS tem descontos de 3% a 30% no comércio da Capital para presentear no Dia dos Pais
OPORTUNIDADE NO MS
JBS oferece 600 vagas de emprego em 6 cidades de MS
REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - EMENDAS DA SENADORA
Entre construção do Corpo de Bombeiros e saúde, Simone já destinou R$ 1,8 milhão para Fátima do Sul
JATEÍ - TRABALHOS RETOMADOS
Reeducandas retomam trabalho de limpeza urbana com adoção de medidas preventivas em Jateí
RETORNO ÀS AULAS EM MS
MS discute estratégias de retorno às aulas presenciais de forma segura