Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 5 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
dados

Cai número de mães com menos de 15 anos em MS, diz IBGE

20 Dez 2013 - 14h14Por Campo Grande News

Dados do Registro Civil, levantados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgados nesta sexta-feira (20), revelam que o número de mães com menos de 15 anos em Mato Grosso do Sul caiu nos últimos 10 anos.

Dos 41.325 nascimentos registrados no Estado em 2012, 422 eram de mães com menos de 15 anos de idade, o que representa 1%. Apesar de pequeno, o percentual coloca Mato Grosso do Sul na sexta posição do ranking nacional.

Alagoas lidera a estatística com 1,6%. Os menores índices brasileiros ficam com São Paulo e Distrito Federal: 0,5%.

Em 2002, Mato Grosso do Sul ocupava o topo do ranking nacional com 1,3% de meninas com menos de 15 anos que se tornaram mãe. Em 2007, o índice caiu para 1,2% e o Estado ocupou a quarta posição no ranking.

No ano passado, o índice ficou em 1% e fez com que o Estado caísse para a sexta posição no ranking de mães com menos de 15 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS reforça estrutura das polícias para combater criminalidade
CORONAVÍRUS NO MS
Mato Grosso do Sul é o 3º Estado que mais testa para a Covid-19 no Brasil
CORONAVÍRUS NO MS
Governador Reinaldo recomenda lockdown, mas diz respeitar autonomia das prefeituras
OPORTUNIDADE NO MS
Inscrições abertas para a seleção de professores temporários, Confira o Edital
ACIDENTE FATAL
Acidente deixa 9 feridos; 3 crianças estão entre as vítimas em MS
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
MS quer ampliar vendas de grãos para o Irã
CORONAVÍRUS NO MS
Ministério da Saúde entrega equipamentos e leitos no combate ao covid-19 em Mato Grosso do Sul
ASSASSINATO
ASSASSINATO: Pistoleiros invadem residência e executam homem enquanto dormia em MS
CORONAVÍRUS NO MS
CHEGOU: Única cidade que não tinha coronavírus, agora tem, e covid está presente em 100% de MS
NOTA MS PREMIADA
CONFERE AÍ: 217 ganhadores da nota MS premiada podem perder R$ 620 mil