Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 7 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
telefonia

Cade dá 18 meses para Telefónica se adequar a decisão sobre TIM, dizem fontes

18 Dez 2013 - 14h22

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deu à Telefónica 18 meses para atender a uma determinação de afrouxar seu controle sobre o mercado de telefonia móvel brasileiro, disseram fontes, tempo que ajudaria o grupo espanhol a afastar uma crescente oposição a sua estratégia.

O Cade decidiu neste mês que a Telefónica deve vender fatia na TIM Participacoes (TIMP3), unidade local da Telecom Italia, ou procurar novo sócio para Vivo (VIVT4).

A Vivo é a maior operadora móvel do Brasil, e a TIM --detida parcialmente pela Telefónica por meio de fatia na Telecom Italia-- é a segunda colocada.

O regulador não disse quando a Telefónica deve obedecer à demanda.

O prazo de 18 meses significa que a Telefónica pode lidar com o problema de competição no Brasil de forma planejada --levando a Telecom Italia a vender a TIM entre meados de 2014 e meados de 2015-- e se fortalecer contra os acionistas da Telecom Italia que se opõem ao plano de desinvestimento na TIM.

Além de resolver o problema antitruste brasileiro, a venda da TIM, avaliada em US$ 11 bilhões, ajudaria a Telefónica a recuperar parte do seu investimento deficitário na Telecom Italia.

A meta da Telefónica é cindir a TIM e dividir seus ativos e redes entre ela e outras duas operadoras móveis no Brasil, a America Movil e a Oi (OIBR3), disseram fontes familiarizadas com os planos da Telefónica.

Mas o plano é ameaçado por uma disputa sobre a melhor forma de reviver a endividada Telecom Italia, que é tema financeiro e político, dado o status da empresa como uma das maiores empregadoras da Itália.

Três fontes próximas ao tema disseram que o Cade havia dado 18 meses para a Telefônica atender sua determinação.

"Não devemos esperar que muito aconteça nos próximos 18 meses", disse um banqueiro sênior com conhecimento de detalhes confidenciais da decisão. "Este é o prazo que o Cade deu para a Telefónica obedecer e, se eu tivesse que apostar em algo, eu esperaria até o primeiro semestre de 2015 para seguir em frente com a TIM."

A Telefónica não quis comentar. Telecom Italia, TIM e Cade não retornaram os pedidos de entrevista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - EMENDAS DA SENADORA
Entre construção do Corpo de Bombeiros e saúde, Simone já destinou R$ 1,8 milhão para Fátima do Sul
JATEÍ - TRABALHOS RETOMADOS
Reeducandas retomam trabalho de limpeza urbana com adoção de medidas preventivas em Jateí
RETORNO ÀS AULAS EM MS
MS discute estratégias de retorno às aulas presenciais de forma segura
PONTE DE MADEIRA
Fogo 'engole' ponte e Agesul trabalha para liberar tráfego na MS-228
JATEÍ - PESQUISA REGISTRADA
Eraldo tem 71,2%, indica instituto London Pesquisas, veja os números em Jateí
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Polícias e Bombeiros do MS recebem R$ 50 milhões em investimentos do Governo do Estado
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS reforça estrutura das polícias para combater criminalidade
CORONAVÍRUS NO MS
Mato Grosso do Sul é o 3º Estado que mais testa para a Covid-19 no Brasil
CORONAVÍRUS NO MS
Governador Reinaldo recomenda lockdown, mas diz respeitar autonomia das prefeituras