Menu
SADER_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
eleições em ms

Além da briga por votos, rivais também travam disputa na Justiça

28 Ago 2014 - 15h42Por Conjuntura Online
A campanha pelo governo de Mato Grosso do Sul começa a dar sinais de que deve ganhar contornos mais contundentes nos próximos dias, acirrando assim o ânimo entre os  principais candidatos por conta de críticas mais ásperas durante o horário eleitoral de rádio e televisão.  

Isso quer dizer que, além da briga normal por votos, os rivais também devem travar uma  forte disputa nas barras da Justiça, alegando, entre outros fatores, mentira, calúnia e difamação, na tentativa de obter direito de resposta.

O fato é que se o clima era normal até o início do horário eleitoral gratuito, a partir daí as divergências acabaram acirrando os ânimos dos candidatos à sucessão do governador André Puccinelli (PMDB).  

Por causa de críticas dos adversários, o candidato do PT ao governo do Estado, Delcídio do Amaral, já ganhou direito de resposta em um jornal diário.

Da mesma forma, a candidata ao Senado pelo PMDB, Simone Tebet, ganhou direito de resposta na página do Facebook do empresário Antônio João Hugo Rodrigues (PSD), seu adversário na corrida pelo cargo.

Nesta quinta-feira, o comando regional do PSDB anunciou que tomará medidas judiciais contra calúnias que atingem seu candidato ao governo, Reinaldo Azambuja.

O alvo da ação é o candidato do PMDB à sucessão estadual, o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, por ter dito em seu horário de televisão que o tucano votou contra o programa “Mais Médicos”, do governo federal. 

Segundo o presidente regional do PSDB, Marcio Monteiro, o crescimento de Reinaldo nas intenções de voto, confirmadas pelas últimas pesquisas de mais de um instituto, gerou essa reação “intempestiva” de adversários.

“A campanha de Reinaldo Azambuja tem sido feita em cima de propostas e fatos concretos, atestados pela realidade. Não usamos subterfúgios e mentiras, estamos fazendo uma campanha limpa e de alto nível, porém mostrando a realidade do Estado e do país. Não podemos aceitar o uso da calúnia e da mentira na campanha contra o nosso candidato, por isso resolvemos acionar o Judiciário”, avisou.

Por causa disso, Monteiro convocou a imprensa para uma entrevista coletiva nesta quinta a fim de informar o posicionamento de Reinaldo Azambuja durante a votação da matéria na Câmara e as medidas judiciais que o partido pretende tomar contra o candidato do PMDB. 

Apesar disso, Nelsinho não arredou o pé de suas críticas e, por meio de sua assessoria de imprensa, distribuiu release mantendo o que tinha dito em seu programa de televisão.

“A fim de restabelecer a verdade, e conforme solicitado pela imprensa, seguem em anexo os documentos comprovando que o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) votou contra a MPV 621/2013, que institui o Programa Mais Médicos e dá outras providências”, diz trecho da nota enviada as redações.

Segundo a nota, o anexo intitulado "Espelho Votação Plenário" mostra todas as votações dos parlamentares no dia 09/10/2013, dia da votação da Medida Provisória 621, e a orientação dos partidos para a votação.

“No documento está descrito que o PSDB tinha a orientação para votar "Não" para a instituição do Programa  Mais Médicos, e que o deputado Reinaldo Azambuja também votou contra o Programa Mais Médicos”, atestou Nelsinho mesmo diante da ameaça de processo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEPUTADO COM COVID
Diagnosticado com Covid-19, Barbosinha passa bem e cumpre quarentena em casa
ÓTICA DOURADOS - DIA DOS PAIS
Dia dos Pais chegando, a Ótica Dourados traz as melhores tecnologias do mercado em armações e lentes
CONCURSO PÚBLICO
Governo de MS abre novo concurso para professores
CORONAVÍRUS EM MS
Prosseguir: coletiva de imprensa híbrida será realizada nesta terça-feira, às 10h15
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Na volta às aulas, Reinaldo Azambuja destaca investimento de R$ 289 milhões em reformas de escolas
BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Semana começa com 1,3 mil vagas de empregos em 28 cidades de MS
AÇÃO DA PMA
Fazenda com 520 cabeças de gado sem comida, alguns são encontrados mortos, PMA autua arrendatário
Corpo foi encontrado no quintal da casa da vítima, em Sidrolândia (MS).  Foto: PMMS/Reprodução CASO DE POLÍCIA
Polícia encontra corpo de idoso enterrado em quintal e sobrinha confessa homicídio
FRIO INTENSO FRIO INTENSO E CHUVA
Frio não foi embora não e Agosto será mais gelado do que o normal com duas frentes frias e chuva
Crédito: Divulgação/Prefeitura de Dourados DOURADOS - VACINAÇÃO COVID-19
Prefeitura informa novo recorde de vacinação com 7,6 mil doses em 24h