Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 24 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
SITIOCA ALVORADA
repasse do FPM

32 prefeitos de MS participam do movimento nacional em Brasília

25 Mar 2014 - 09h02

Pelo menos 32 prefeitos de Mato Grosso do Sul foram a Brasília se juntar aos demais colegas de várias regiões do País para participar nesta terça-feira (25) do movimento nacional promovido pela CNM (Confederação Nacional de Municípios) em favor do aumento de 2¨% no repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). 

 Liderada pelo presidente da Assomasul, Douglas Figueiredo (PSDB), a caravana do Estado deve se reunir com a bancada federal a fim de encaminhar a pauta de discussão. 

Além da questão do FPM, segundo Douglas, os gestores públicos vão discutir outros temas, como o encontro de contas entre municípios e a previdência, restos a pagar, às mudanças na Lei do ISS (Imposto Sobre Serviços) e o fim dos lixões. 

"Precisamos dar um encaminhamento urgente a essas questões, até porque os prefeitos não suportam mais administrar sem recursos e, muito pior, com a receita sendo reduzida a cada dia que passa", advertiu Douglas, antes de embarcar para Brasília. 

COMITÊ

Na segunda-feira, durante reunião do CAF (Comitê de Assuntos Federativos), o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, lamentou o fato de não ter havido andamento em muitos itens da pauta apresentada e discutida no último encontro do grupo, em novembro do ano passado.

Ele apresentou nova pauta e chamou a atenção dos representantes do governo federal: "as prefeituras estão falindo".

O primeiro tema foi o encontro de contas entre municípios e previdência. Em novembro, houve grande esperança de solução para este problema. Mas, nada de concreto foi acertado até agora.

"Nós esperávamos que isso iria andar e aqui estamos em outra reunião e nada evoluiu. Continuamos aguardando, porque temos a receber R$ 50 bilhões da União. E a cada dez dias retiram de nós dinheiro que podia ir para Educação ou Saúde. Dinheiro que não devemos. Fica aqui a nossa indignação", disse Ziulkoski.

Em relação às mudanças na lei do ISS, Ziulkoski informou que a perda anual dos municípios chega a R$ 12 milhões. "Isso não é dinheiro da União. Não entendo porque não anda. Nós temos que enfrentar essa questão", ressalta.

Fim dos lixões e FPM

O Plano Municipal de Resíduos Sólidos também compôs a pauta exposta pela CNM.

Ziulkoski lembrou que as multas previstas a quem descumprir a lei são de R$ 5 a 50 milhões. Ele fez dura crítica a esta legislação.

"Estamos vivendo como há anos, quando Portugal fazia leis e nós tínhamos que cumprir. É utópico. Não adianta prorrogar prazo se ninguém vai cumprir. Não se tem dinheiro. Por que a União, detentora de 60% do bolo tributário, não vai lá e faz?".

Ao final do discurso, Ziulkoski chamou a atenção para o FPM.

"No ano passado o FPM foi de R$ 72 milhões. O aumento previsto para este ano é de apenas 7%. Isso não cobre sequer o aumento do piso dos professores, em 2014. Apresentamos emenda no Congresso pedindo 2% a mais para o Fundo, mas isso também não anda", frisou.

Campanha Viva o seu Município

Pelos motivos apresentados e outras dificuldades, as prefeituras estão à beira da falência. Para evitar que isso ocorra, a CNM convocou os gestores municipais e a própria população para ações da campanha Viva o seu Município.

Ziulkoski explicou que nesta terça-feira (25), haverá mobilização no Senado e que os prefeitos devem decidir como será a paralisação de todas as prefeituras, no dia 11 de abril.

Em resumo, a CNM pediu ao governo federal mais atenção aos itens apresentados no CAF. "Todas essas questões devem ser discutidas aqui, porque isso não é invenção minha, é a realidade dos municípios", finalizou.

Os alertas feitos pelo presidente da CNM foram ouvidos pela ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
ALERTA DE SEGURANÇA
Defesa Civil emite alerta de chuvas intensas e rajadas de ventos de até 100 km/h
NAVIRAÍ E TODO MS DE LUTO
Morre deputado estadual Onevan de Matos
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul FÁTIMA DO SUL E CULTURAMA
Confira quantos eleitores vão às urnas neste domingo em Culturama e Fátima do Sul
FALTA DE ENERGIA
Está sem luz? Energisa diz que temporal com '6 mil raios' é responsável por queda de energia
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo do Estado entrega 20 motos BMW para a PM e o Corpo de Bombeiros Militar
CALORZINHO NO MS
Cidade de MS bate recorde histórico de temperatura máxima 44,6 °C
SORTUDOS DE MS
SORTUDOS DE MS: 5 apostadores levam a quina da Mega-Sena, confira se foi você
MS DESTAQUE
Com práticas voltadas para Educação e Gestão Pública, MS é destaque em 1º Prêmio do Brasil Central
FERIADÃO CHEGANDO
Feriado prolongado na pandemia: consciência, reponsabilidade e cuidados redobrados