Menu
SADER_FULL
terça, 18 de maio de 2021
Busca
Brasil

Zeca entrega à PF carta anônima que detalha espionagem

21 Jul 2010 - 12h33Por Fátima News com a Assessoria
O candidato a governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, levou ao diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, e ao secretário-executivo do Ministério da Justiça, Rafael Thomaz Favetti, cópia de uma carta anônima entregue na noite da terça-feira em sua casa, em que revela em detalhes como funciona o suposto esquema montado para espionar sua campanha e, posteriormente, fazer intimidações e interferir no processo eleitoral.

A assessoria de comunicação social distribuiu nota há pouco afirmando que a carta seria rica em informações e envolveria nomes do alto escalão da segurança pública. A pedido do diretor da PF, o teor da carta não será revelado, até que se procedam as apurações.

O candidato viajou na manhã de hoje a Brasília para tratar deste e de outros assuntos relativos à campanha. Zeca já havia levado a mesma preocupação ao presidente da seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Leonardo Duarte e ao superintendente da Polícia Federal, José Martins Lara. Também esteve na tarde de terça-feira (20) no gabinete do secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Brasil Jacini.

“Disse ao secretário que se algum mal acontecesse comigo, com alguém de minha família, com candidatos de nossa coligação ou com as pessoas que nos apóiam, vou responsabilizar diretamente a Segurança Pública, caso não seja tomada nenhuma providência.”

Apuração

As medidas tomadas são por precaução, explicou Zeca. “Não vou me intimidar, não recuo, e deixei claro ao diretor e ao secretário que acredito na instituição de Estado que é a Polícia Federal. Quero que seja apurado, os envolvidos sejam responsabilizados e a eleição ocorra dentro da legalidade”, completou.

Outras evidências citadas por Zeca são os seguidos arrombamentos em carros de pessoas envolvidas na campanha. O carro do coordenador da campanha, Ananias Costa, foi arrombado quatro vezes. Telefones celulares e fixos dos comitês e escritórios estavam grampeados e pessoas suspeitas têm acompanhado de longe as caminhadas de Zeca pelos bairros, além de rondarem os comitês e até a residência do candidato.

Outro lado

A reportagem entrou contato com a assessoria de comunicação social da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) para confrontar as acusações do petista. Mas, a assessoria informou que só após às 14 horas é que alguém da cúpula da Segurança Pública poderá se manifestar sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho