Menu
BANNER IMPRESSORAS
segunda, 8 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
Brasil

Zeca do PT confirma presença em debate da Fetems, dia 12 de agosto

20 Jul 2010 - 14h43Por Fátima News com assessoria

Candidato antecipou a delegados da entidade 3 compromissos: cumprir piso nacional, retirar Adin que contesta o piso no STF e implantar ensino integral

 

 

O candidato a governador de Mato Grosso do Sul Zeca do PT confirmou presença no debate que a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação) promoverá dia 12 de agosto, a partir das 14h. Zeca esteve no fim da manhã de hoje na sede da entidade, em Campo Grande , e falou para cerca de 100 delegados sindicais que participavam de uma assembleia, momento em que adiantou três compromissos com a categoria.

 

 

“Quero dizer a vocês que virei neste debate e em quantos outros debates forem promovidos, porque quero comparar projetos, comparar ações, comparar propostas com o atual governador. Mas quero, desde já, firmar três compromissos com os professores: cumprir a lei do piso nacional do magistério, implantar a escola de ensino integral e por fim, no primeiro dia do meu governo, logo após tomar posse, vou assinar um despacho retirando do Supremo a Adin impetrada pelo atual governador, que questiona o piso”.

 

 

Zeca lembrou os avanços na área da Educação conquistados durante os oito anos em que administrou o Estado. Disse que ao assumir, o professor tinha o 16° pior salário do país e quando deixou o governo, em 2006, era o 6° maior salário. Lembrou os esforços para quitar as folhas atrasadas e implantar a “cultura do salário em dia, que persiste até hoje”, os investimentos em reformas, ampliação e construção de novas escolas, os programas como Cursinho Popular, Bolsa-Universidade, Bolsa-Escola, como instrumentos de inclusão social por intermédio da Educação.

 

 

O presidente da Fetems, Jaime Teixeira, lembrou que Zeca, ao lado de outros pioneiros administradores petistas (Luíza Erundina, em São Paulo , Olívio Dutra, no Rio Grande do Sul, Cristóvão Buarque, em Brasília) foram responsáveis pela eleição de Luiz Inácio Lula da Silva a presidente do Brasil em 2002. O êxito das administrações petistas nos estados e nas capitais fez com que a população perdesse o receio e desse uma chance a Lula, resultando no Brasil de hoje.

 

 

Jaime Teixeira lembrou que a Fetems é uma entidade sindical apolítica, portanto não fecha apoio a nenhuma candidatura. Mas ao discorrer sobre os avanços obtidos pela categoria durante o governo Zeca, ressaltou que “grande parte da história da Fetems foi feita neste lado da trincheira”.

 

 

Ao findar seu pronunciamento, Zeca foi aplaudido em pé pelos representantes sindicais. Também estavam presentes os deputados federais Antônio Carlos Biffi (PT), Dagoberto Nogueira (PDT – candidato a senador), candidata a suplente de senador Gilda do PT, deputado estadual Pedro Kemp (PT), além de outros candidatos.

 

Leia Também

VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Casal que adotou 3 irmãos autistas vítimas de maus-tratos comove internautas
DESUMANIDADE
Polícia interdita casa de repouso por tortura e sequestro de idosos
DENUNCIADO POR VIZINHOS
Mãe e filho são executados e corpos escondidos dentro de sofá velho jogado em lote baldio
AUXILIO BRASIL
Governo amplia Auxílio Brasil e mais 23,7 mil famílias vão receber em MS
ASSASSINATO
Campeão mundial de jiu-jitsu, Leandro Lo morre após levar tiro na cabeça
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino