Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

Zé Teixeira e Akira concedem honrarias a cinco personalidade

29 Nov 2004 - 11h15
 

Cinco personalidades receberam honrarias, quinta-feira à noite, em sessão solene realizada na Assembléia Legislativa. De autoria do deputado Zé Teixeira (PFL), receberam títulos de cidadão sul-mato-gronsense o educador Lourival Felix Barbosa, o produtor rural Li Teixeira de Resende e o leiloeiro Trajano Antonio de Lima e Silva. 

Também de autoria de Zé Teixeira, foi concedida a medalha do Mérito Legislativo à vereadora de Campo Grande, Tereza Name (sem partido). Já de autoria do deputado estadual Akira Otsubo (PTB), recebeu o título de cidadão sul-mato-grossense o economista Fernando Botelho.

O deputado Zé Teixeira disse que as homenagens eram justas, em virtude do trabalho prestado pelas personalidades por ele indicadas para receber a honraria.

“São pessoas que trabalharam muito para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, disse o deputado, que pela primeira vez, em 10 anos, foi autor de tais proposições.

Teixeira também comentou que sua sensação era de a mesma dos homenageados. “Todos os projetos para conceder homenagens às personalidades foram aprovados por unanimidade. Portanto, percebe-se o desejo dos parlamentares e de toda a população sul-mato-grossense para agradecer o trabalho deles”.

A sessão solene foi presidida pelo deputado estadual Jerson Domingos (PTB).

Homenageados

Tereza Laurice Domingos Name é natural de Campo Grande. Formou-se em Pedagogia e Administração Escolar pela Fucmat, atual UCDB. Foi na área da educação que começou a se destacar pela atuação no Colégio Batista Campo-grandense e na Mordena Associação Campo-grandense de Ensino – Mace. Após dedicar vários anos ao corpo docente, integrou o Conselho Estadual de Educação. Depois foi vice-presidente da Sociedade de Amparo aos Hansenianos, vice-presidente do Educandário Getúlio Vargas. O destaque político começou com a presidência do PSDB Mulher. Em 1999 foi eleita vereadora, ocupando atualmente a vice-presidência do Legislativo Municipal.

Lourival Felix Barbosa nasceu em Viçosa (AL). Chegou ao Estado em 1950, mais especificamente na Colônia Agrícola de Dourados. Em 1952 se tornou professor na comunidade que anos mais tarde se tornaria o município de Vicentina. Ministrou aulas também nos colégios das Irmãs Franciscanas e Imaculada Conceição, em Dourados, além do colégio Dom Bosco, em Indápolis, onde se aposentou em 1982. Dirigiu ainda algumas escolas totalizando 50 anos dedicados ao Magistério.

Li Teixeira de Rezende é natural de Perdizes (MG). Reside no Estado desde 1960 quando morou em Rio Brilhante e, logo depois, em Dourados. A partir de então, o pecuarista começou a criação de gado nelore e, a partir de 1971, iniciou a criação de gado zebu. Iniciou um processo de modernização no setor de inseminação artificial, transferência de embriões e fertilização in vitro. Até hoje participa de vários programas da Associação Brasileira de Criadores de Zebu e do Programa de Melhoramento Genético da Raça Nelore, desenvolvido pela Universidade de São Paulo – USP. Os resultados dos estudos foram cinco grandes campeonatos da raça nelore mocho em Uberaba (MG) nos últimos três anos. Desde 1994 participa do ranking nacional dos Criadores de Nelore do Brasil, no qual chegou na terceira posição no ano 2000. Li Teixeira ainda foi vice-presidente da Acrisul por duas gestões e participou por vários anos da diretoria do Sindicato Rural de Dourados.

Trajano Antônio de Lima e Silva também foi homenageado com o título de Cidadão Sul-mato-grossense. Ele foi o realizador do primeiro leilão no Estado, no ano de 1965. Abriu o mercado de exportação de carneiros para o Golfo Pérsico e África, comercializando mais de cem mil carneiros vivos em cinco anos utilizando o transporte marítimo. Em 1975, utilizou aeronaves para transportar três mil novilhas do pantanal para o Peru. Idealizou a criação do primeiro parque ecológico privado do Mato Grosso do Sul e foi um dos primeiros criadores de jacarés em cativeiro.

Fernando Botelho – O economista Fernando de Arruda Botelho, recebeu o título das mãos do deputado estadual Akira Otsubo (PTB). Desde 1976 ele atua no grupo Camargo Corrêa e também é diretor da Participações Morro Vermelho Ltda e Reago Indústria e Comércio. Na área sócio-cultural foi vice-presidente do Conselho de Administração do Museu de Arte Moderna, diretor do Instituto de Relações Internacionais da Fundação Álvares Penteado, presidente do Instituto Arruda Botelho, presidente do Conselho do Instituto de Desenvolvimento e Investimento Social, membro do conselho fiscal do Instituto WCF Brasil.

 

 

Assessoria de Imprensa

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias