Menu
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
sábado, 4 de dezembro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Volume de exportações de industrializados cresce 46,8% em MS

1 Dez 2009 - 10h02Por MS Notícias

O volume de exportações de produtos industrializados no mês de outubro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado apresenta crescimento de 46,8%, aumentando de 81,9 mil toneladas para 120,3 mil toneladas, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Já em relação ao mês de setembro deste ano, quando o volume foi de 84,1 mil toneladas, a evolução foi da ordem de 43%.

Quanto à receita, as vendas externas de industrializados no mês de outubro deste ano alcançaram US$ 52,3 milhões, ou seja, crescimento nominal de 1,1% sobre igual período do ano passado, quando as exportações somaram US$ 51,7 milhões. No comparativo com o mês de setembro deste ano, a expansão foi da ordem de 24,1%, quando a receita obtida com a exportação de industrializados foi de US$ 42,1 milhões.

No ano, as receitas somam US$ 374,4 milhões, valor nominal 3,3% superior ao obtido em igual período de 2008, quando o valor foi de US$ 362,4 milhões. Já em relação aos últimos 12 meses as receitas de exportação de industrializados alcançaram US$ 413,5 milhões, indicando um crescimento nominal 4% sobre igual período antecedente, quando as receitas somaram US$ 398,5 milhões.

Quanto à participação relativa, no ano, as vendas externas de industrializados atingiram a marca de 24,2% de tudo o que foi exportado por Mato Grosso do Sul, crescimento de um ponto percentual em relação ao último levantamento, superando, deste modo, em cinco pontos percentuais o resultado obtido em igual intervalo de 2008.

Já o mês de outubro deste ano na mesma comparação apresentou uma participação relativa de 32,8%, o que corresponde a segunda maior participação alcançada em 2009. Ficando atrás, apenas, do resultado obtido no mês de julho deste ano, quando as vendas externas de industrializados representaram 40,1% de tudo o que foi exportado por Mato Grosso do Sul.

Desempenho geral dos grupos no ano

No ano, segundo o Radar Industrial da Fiems, as maiores altas nas vendas externas de industrializados ocorreram nos grupos “açúcar e álcool”, “papel, celulose, embalagens de papel ou papelão e demais artefatos de papel” e “alimentos e bebidas”. No caso do grupo “açúcar e álcool”, as exportações têm crescido sistematicamente ao longo do ano, totalizando, até o mês de outubro, o equivalente a US$ 121,3 milhões ou 32% das exportações sul-mato-grossenses de produtos de industrializados em 2009, aumento de dois pontos percentuais na participação sobre as exportações totais de industrializados em relação ao levantamento anterior.

Até o momento, o principal importador é a Índia, que ao longo de 2009 adquiriu o equivalente a US$ 39,7 milhões ou 32,7% do total exportado do produto pelo Estado, seguida por Emirados Árabes Unidos, com US$ 15,3 milhões ou 12,6%, Rússia, com US$ 10,6 milhões ou 8,7%, e Uruguai com US$ 9 milhões ou 7,5%. Em relação ao levantamento anterior a mudança mais significativa foi a entrada do Uruguai, no lugar da Romênia, entre os quatro primeiros destinos.

Já o grupo “papel e celulose, embalagens de papel ou papelão e demais artefatos de papel” alcançou o equivalente a US$ 74,8 milhões em receita de exportação ao longo de 2009 ou 20% de toda a pauta de industrializados. O destaque, naturalmente, ficou por conta da celulose, que foi incorporada à pauta de industrializados no fim do primeiro trimestre de 2009 e que registrou uma receita de exportação equivalente a US$ 72,9 milhões ou 97,5% da receita total do grupo.

No entanto, nos últimos meses, as vendas de papel kraft e papel fibra começaram a ganhar destaque, somados em agosto, setembro e outubro proporcionaram uma receita de US$ 2,2 milhões. Quanto aos destinos, até o momento, a China é a principal compradora da celulose sul-mato-grossense, com uma aquisição equivalente a US$ 32,2 milhões ou 43% da receita total obtida com as vendas do produto, seguida pelos Estados Unidos, com US$ 8 milhões ou 10,7%, Bélgica, com US$ 5,4 milhões ou 7,3%, e Holanda, com US$ 5 milhões ou 6,8%.

No caso das exportações do grupo “alimentos e bebidas”, a receita com exportação obtida até outubro alcança o equivalente a US$ 33,9 milhões ou 9,1% da receita total obtida com a exportação de industrializados no ano. Dois são os destaques para este grupo no ano, sendo o primeiro o forte crescimento das receitas de exportação advindas de produtos que já compunham a pauta do grupo e, segundo, o crescimento ocorrido no número de itens exportados.

Quanto à expansão observada nas receitas de itens que já eram exportados em igual período do ano anterior, os destaques ficaram por conta dos enchidos de carne com US$ 12,8 milhões (+37,1%), preparações alimentícias e conservas de carne bovina com US$ 2,2 milhões (+61,7%) e fécula de mandioca com US$ 911,1 mil (+174,0%). Em relação aos novos itens, foram 80 produtos que passaram a compor a pauta em 2009 e que permitiram a geração de uma receita adicional da ordem de US$ 8,8 milhões, elevação de 15,8% na receita obtida com os novos itens em relação ao levantamento anterior. Com destaque para arroz semi-branqueado com US$ 4,8 milhões, cervejas de malte com 904,4 mil, água mineral gaseificada com US$ 864,7 mil e margarina com US$ 500,1 mil.

Leia Também

ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio