Menu
SADER_FULL
domingo, 29 de março de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MEDICAL CENTER - POLONIO
PERIGO

Vítimas de explosão de bife na chapa tiveram 60% do corpo queimado

As vítimas participavam de uma reunião da família

10 Set 2013 - 10h25Por Campo Grande News

Claudenir Cothey Cabral, 29 anos, Edipo da Silva Chaves, 25 anos e Anizío Reis de Mattos, 34 anos, tiveram cerca de 60% do corpo queimado e continuam internados em estado grave na Santa Casa da Capital.

As vítimas participavam de uma reunião da família e ficaram feridas em uma explosão enquanto preparavam bife na chapa, na noite de domingo (8), no Conjunto Rancho Alegre, na saída para Sidrolândia.

Ao todo, quatro pessoas ficaram feridas. Djoney Bispo Chaves, 23 anos, teve queimaduras leves e já recebeu alta. Segundo ele, sete pessoas participavam da reunião, quando Claudenir foi acender a chapa com álcool e aconteceu a explosão.

As outras três vítimas seguem internadas na CTI (Centro de Terapia Intensiva) e respiram com ajuda de aparelhos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REUNIÃO TENSA
‘Estamos preparados para ver caminhões do Exército com corpos?’, questiona Mandetta a Bolsonaro
BRASIL 117 MORTES
Casos de coronavírus no Brasil em 29 de março
FÁTIMA DO SUL - ATENÇÃO COMÉRCIO
Em novo Decreto, confira o que vai poder abrir e permanecer fechando nesta segunda em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Justiça suspende trecho decreto de Bolsonaro que livra igrejas de quarentena
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Senado votará na segunda auxílio de R$ 600 para trabalhadores
TRABALHO VOLUNTÁRIO
Detentas começam confeccionar máscara de proteção para atender Jateí, Vicentina e Fátima do Sul
COVID-19 NO BRASIL
Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
PANDEMIA CORONAVIROS
São Paulo tem 68 mortos por coronavírus, média de uma a cada 2 horas e 20 minutos, e 1.223 casos
LINHA DE CRÉDITO
Governo lança pacote de R$ 40 bi para socorrer pequenas e médias empresas
AMOR AO PROXIMO
Xuxa vai doar R$ 1 milhão ao SUS para combate ao coronavírus