Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Vírus MyDoom deixa a internet mais lenta

27 Jul 2004 - 08h50
O vírus MyDoom, com novas e poderosas variantes, está se servindo de sites de busca para achar e-mails em fóruns de discussão online e, através deles, infectar computadores.

Em conseqüência, os acessos à internet, principalmente nos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha, estão ficando mais lentos. Um dos principais alvos do MyDoom, segundo a empresa Keynote Systems, que monitora o funcionamento da rede, é o Google.

”O Google teve ontem uma queda de desempenho de 97% para 95,5 por cento. Como se trata de um servidor muito grande, seu declínio afetou o tráfego na internet”, disse Della Lowe, porta-voz da Keynote.

O MyDoom é considerado um dos piores vírus da história da internet. Logo que surgiu, em janeiro último, ele infectou milhões de computadores em todo o mundo.

Na época, a praga estava programado para atacar sites da fabricante de software SCO e da Microsoft. A SCO angariou a antipatia de muita gente depois dos processos contra o Linux por violação de direitos autorais e, por essa razão, suspeitava-se que o MyDoom tinha sido criado por um fã do software livre.
 
Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada