Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 17 de abril de 2021
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
Busca
Brasil

Violência diminui em escolas com maior participação de pais

27 Set 2004 - 18h00
Quanto maior a participação da comunidade -sobretudo dos pais - na vida da escola, menor é o índice de violência entre os alunos. Essa é a opinião de gestores de duas escolas estaduais de Campo Grande, localizadas em regiões distintas: Urani Simplício de Oliveira, da unidade Blanche dos Santos Pereira, no bairro Tijuca I, e José Félix Filho, da Escola Estadual Rui Barbosa, no bairro Santo Antônio.

De acordo com o diretor José Félix, a escola que dirige, com 2,2 mil alunos, registra poucos casos de violência, dentro e fora do pátio, graças às ações preventivas com os alunos em geral e conciliação com os envolvidos.

Quase sempre a direção chama a família, conversa com ela e tenta resolver a situação. “Se uma briga de alunos é muito grave, trocamos o turno de estudo deles. Quanto mais os pais participam da escola, menor é a violência”, afirma o diretor.

A solução para desentendimentos e outros casos de violência na Escola Blanche dos Santos Pereira, que são poucos, também passa pela conversa e por ações preventivas. “Até hoje nunca precisamos transferir um aluno e, se há uma situação que extrapole o normal, o Colegiado Escolar ajuda a resolver”, revela a diretora, Urani.

O trabalho de prevenção à violência na escola, que tem quase mil alunos, é feito desde os pequenos, por meio de palestras de oficiais da Polícia Militar e, atualmente, com atividades de esporte, cultura e lazer.

A diretora acredita que os trabalhos e projetos desenvolvidos por escolas como a sua serão reforçados com as ações do Fórum Escolar de Ética e de Cidadania. Esta instância deverá ser criada pelas unidades que aderirem ao programa Ética e Cidadania Construindo Valores na Escola e na Sociedade.

Para o representante da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, do governo federal, Alberto Albino dos Santos, o fórum terá um caráter prático e vai funcionar “como uma assembléia democrática para resolver conflitos e construir novas relações na escola”.
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições