Menu
SADER_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Ventania assusta e derruba árvores em Dourados

13 Out 2009 - 05h27Por Nicanor Coelho, do midiamax em Dourados

Uma forte ventania assustou os douradenses na madrugada de ontem, deixando preocupado aquelas famílias que habitam os bairros mais pobres onde as casas são mais frágeis.

O Corpo de Bombeiros teve muito trabalho para atender as dezenas de ocorrências. O Cabo Alcides afirmou que a maioria das ligações era de casos de queda de árvores em diversas regiões da cidade.

Em algumas regiões as árvores, de tão violento que foi o vento, foram arrancadas com raiz mesmo elas sendo profundas. Outras ocorrências foram de falta de energia elétrica e de fios de das redes de telefonia e de energia elétrica arrebentados pela ação dos ventos.

Na centro da cidade e em alguns trechos do prolongamento da Avenida Marcelino Pires e da BR 163 várias placas e painéis publicitários foram parar no chão.

O vento veio acompanhado de uma grande onda de poeira e de uma forte chuva. As ruas de Dourados amanheceram empoeiradas e cheias de lixo de galhos de árvores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai