Menu
SADER_FULL
quinta, 1 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Vendas do Dia dos Pais no comércio eletrônico devem crescer 35%

30 Jul 2010 - 15h34Por Folha Online

O Dia dos Pais deve movimentar R$ 590 milhões no comércio eletrônico, o que representaria um acréscimo de 35% em relação ao mesmo período em 2009, de acordo com pesquisa da e-bit, empresa especializada em informações sobre o setor.

Entre os presentes previstos estão produtos de maior valor agregado, como televisores, MP3 players, aparelhos de som e DVD, câmeras digitais, além de artigos de informática e acessórios automotivos, o que deve resultar em um tíquete médio de R$ 370.

No varejo virtual, o prazo de pagamento pode chegar a 18 vezes sem juros. "Mesmo com o alto consumo no primeiro semestre, gerado, principalmente, pela Copa do Mundo e outras datas relevantes, o e-consumidor deverá continuar comprando pela internet", afirma Alexandre Umberti, diretor de marketing e produtos da e-bit.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FORNALHA
Cidades do MS e PI devem quebrar record histórico de temperatura no Brasil nesta quinta feira
FURIA DA NATUREZA
Tempestade causa estragos e deixa cidades sem energia
AUXILIO EMERGENCIAL
Auxílio Emergencial extensão: publicado calendário de pagamento
funcionário da Celpe, José Reginaldo de Santana júnior, 31 anos CRIME HEDIONDO
Funcionário de empresa é executado após realizar corte de energia
imagem Google ABERTURA FRONTEIRA
Pedro Juan Caballero vive expectativa da abertura da fronteira
BRASIL - 142.921 MORTES
Covid-19: Brasil registra 863 óbitos e 32.058 novos casos em 24h
AGORA É LEI
AGORA É LEI: Prisão de até 05 anos para maus-tratos contra cães ou gatos
PANDEMIA
Covid-19: Brasil tem 142 mil óbitos e 4,74 milhões de casos acumulados
+ CONSUMO
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'