Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 31 de maio de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Vendas de carros zero caem 7,93% em abril, diz Fenabrave

4 Mai 2007 - 04h38
As vendas de veículos novos, em abril, caiu 7,93% em relação a março, segundo levantamento divulgado, nesta quarta-feira, pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), com base em informações do Denatran.
 
No mês passado, foram comercializados 313.379 veículos ( automóveis , comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários), contra 340.378 no mês anterior.
 
No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, no entanto, as vendas das montadoras no mercado interno apresentaram aumento de 24,01% -- passando de 959.768 unidades comercializadas de janeiro a abril de 2006, para 1.190.215 no mesmo período de 2007.
 
- A queda nas vendas em abril é conseqüência da menor quantidade de dias úteis. Foram 20 dias úteis em abril contra 22 dias úteis em março -- afirmou Sérgio Reze, presidente da Fenabrave.    Na comparação com abril de 2006, o setor cresceu 38,11%.
 
 
 
Globo Online
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO EMERGENCIAL
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial, veja como
BONITO - MS - RESERVAS ANTECIPADAS
Em Bonito (MS), mergulho com cilindro no Rio Formoso, reserva antecipada até 50% de desconto, VEJA
600TÃO NA CONTA
Aniversariantes de janeiro podem transferir e sacar 2ª parcela dos R$ 600 neste sábado
FRIO, AR SECO E COVID-19
Frio, ar seco e covid-19, 'vassourinhas' do sistema respiratório ficam preguiçosas com o frio
ESCALADA DE ENTERROS
Brasil aproxima de 26 mil mortes por covid 19
ESTUPRO
Homem é preso em flagrante tentando estuprar mulher desacordada
AUXILIO EMERGENCIAL
A 2ª parcela do auxílio de R$ 600 foi cancelada? Saiba como resolver o problema
CORONAVIRUS NO BRASIL
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes
MORTES CONTINUAM
Brasil é o 2º país no mundo com infectados com o coronavirus
FRAUDE
URGENTE! 160 mil possíveis FRAUDES no auxílio emergencial de R$600