Menu
SADER_FULL
sexta, 7 de maio de 2021
Busca
Brasil

Venda de materiais de construção se mantém em alta no MS

26 Out 2010 - 11h34Por Diário MS

A expansão da construção civil tem sido motivo de comemoração para lojas de materiais de construção em Dourados. Acompanhando o cenário nacional, o setor atravessa um período de grande expansão, com crescimento acentuado nas vendas em praticamente todas as linhas de materiais.

Conforme o empresário Moacir Pereira, proprietário de uma empresa especializada em materiais para acabamento, o bom momento da economia, aliado ao aumento do poder aquisitivo da população e ao acesso fácil ao crédito, tem impulsionado a venda de materiais de construção no município.

Ele estima que nos últimos 12 meses houve um incremento de pelo menos 20% nas vendas do setor. “O mercado vive um bom momento. A estabilidade econômica e os incentivos oferecidos pelo governo têm feito as pessoas construírem mais. Houve um aumento na procura em praticamente todas as linhas”, comentou.

Já o gerente da Bigolin Dourados, Fabiano Deiss, atribui o crescimento do mercado de materiais de construção também a uma mudança de comportamento da população. Segundo ele, hoje, as pessoas estão mais preocupadas em melhorar a infraestrutura das residências, principalmente, na intenção de criar espaços de lazer que possam acomodar a família e os amigos. “Neste período de final de ano, as pessoas investem mais na intenção de melhorar a infraestrutura de suas casas e renovar os ambientes.

Atualmente, muita gente prefere reunir os amigos em casa do que sair na noite. Esses fatores acabam estimulando as pessoas a investirem na construção. O momento é favorável e a expectativa é de que as vendas continuem em alta em 2011”, disse o gerente.

Deiss estima que no acumulado do ano houve um crescimento de aproximadamente 8% nas vendas, se comparado com o mesmo período do ano passado. O empresário José Luiz Machado Silva também atesta a ascensão do mercado de materiais para a construção. Segundo ele, o aumento na procura tem provocado até a falta de alguns produtos, como cimento e tijolo. “São muitas obras em andamento e isso tem gerado uma verdadeira corrida aos materiais. No ano, o crescimento varia de 5% a 7%, em relação ao ano passado, que por sinal já foi um ano bastante positivo para o setor”, relatou.

BRASIL
As vendas de materiais de construção no Brasil cresceram 15,09% de janeiro a setembro ante o mesmo período do ano passado, segundo informou ontem a Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção). O ritmo de expansão nos nove meses é o mesmo esperado para o acumulado do ano, quando o setor deve crescer 15%.

Em setembro, houve aumento de 3,56% na comparação com o mesmo mês de 2009, mas queda de 1,26% na comparação com agosto deste ano. As vendas internas dos materiais básicos caíram 1,15% ante setembro do ano passado e recuaram 1,77% ante agosto. Já as de materiais de acabamento cresceram 13,35% em relação a setembro de 2009, mas ficaram 0,31% menores que as de agosto. Nos 12 meses encerrados em setembro, o faturamento do setor aumentou 9,94%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo