Menu
SADER_FULL
sexta, 7 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Vacinação de idoso contra gripe encerra no próximo dia 18

10 Mai 2007 - 17h50
A Campanha Nacional de Vacinação que encerra no próximo dia 18, alcançou, nesta quinta-feira, a marca de 97% da meta estipulada para Campo Grande com a vacinação de 38.495 pessoas com idade acima de 60 anos. A meta é vacinar 70% da população idosa da Capital - que é de 56.700 pessoas com idade acima de 60 anos - e se esse ritmo de procura pela vacina prosseguir a Coordenação da Campanha acredita que poderá ser ultrapassada a meta inicial. Além da vacina contra a gripe, o idoso recebe também a imunização contra a febre amarela e dupla adulto (tétano e difteria).
O idoso que ainda não vacinou poderá procurar um das 64 unidades básicas de saúde ou os nove centros regionais 24 horas Com a probabilidade de que, neste ano, haja mais frentes frias que as ocorridas no ano passado, a coordenação da campanha reafirma a importância da vacinação com antecedência. De acordo a chefe do Departamento de Imunização da Sesau, Erci Hirota, somente 15 dias após a vacina é que são criados anticorpos, o que torna o tempo da imunização importante. “Quanto antes vacinar, melhor”, afirma.

Atendimento - Para os idosos que estão acamados, a Sesau estará atendendo em suas residências e nos asilos com as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) e na área central. O pedido de atendimento pode ser feito pelo telefone 3314-3099. A gripe é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral altamente contagiosa, que prejudica as funções respiratórias e tem maior ocorrência nos períodos de outono e inverno. De acordo com a coordenadora da campanha, o vírus é disseminado pelas vias respiratórias e a transmissão é feita por meio de gotículas ao falar, espirrar ou tossir.

Como o vírus sobrevive no meio ambiente, ou seja, nas mãos, tecidos e superfícies porosas por tempo variável, a transmissão pode acontecer por meio de contato em locais contaminados. Além da vacina, cuidados simples como lavar as mãos e arejar o ambiente são importantes para evitar a contaminação. Dependendo do estado de imunidade do idoso, a ausência de cuidados com a gripe pode apresentar desde uma forma clinicamente leve até mais complicada, podendo levar à morte”, explicou Erci.

O período de incubação, após o contágio, varia de um a quatro dias após a transmissão. Os sintomas mais comuns são febre, calafrios, cefaléia (dor de cabeça), mal-estar que predominam nos primeiros três dias. A rinite e a faringite também podem ocorrer. À medida que os sintomas sistêmicos diminuem, começam a predominar os problemas respiratórios, a dor de garganta, tosse seca, coriza e congestão nasal que podem permanecer por poucos dias, exceto em casos que complicam.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VACINA COVID 19
Bolsonaro diz que vacina contra covid deverá estar disponível em dezembro
FALSIFICAÇÃO
Nota falsa de R$ 200 começa a circular
REABERTURA DO COMÉRCIO
Brasil e Paraguai podem reabrir comércio na fronteira em 10 dias, diz ministro
REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277