Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Usar colírio com outros medicamentos pode ser perigoso

22 Set 2010 - 15h57Por ABN News

Com o tempo seco, combinações perigosas de colírios e medicamentos atingem 20% dos pacientes atendidos pelo Instituto Penido Burnier.

É o que mostra um levantamento feito nos prontuários do hospital pelo oftalmologista, Leôncio Queiroz Neto.

“Esta é a média dos 12 mil atendimentos realizados nos últimos 3 meses. Comparado ao período de janeiro a março, o clima frio dobra o número de interações medicamentosas”, afirma.

Os grupos de maior risco são os idosos que fazem tratamentos para doenças crônicas e mulheres que tomam contraceptivos ou fazem TRH (Terapia de Reposição Hormonal).

O especialista diz que a inocente mistura de aspirina com colírio para combater a irritação ocular, tão comum nesta época do ano, pode causar uma hemorragia.

Não é comum, ressalta, mas hipertensos, cardiopatas, asmáticos e até fumantes que têm as artérias obstruídas pelos componentes do cigarro devem manter atenção redobrada com esta interação medicamentosa.

Isso porque, a aspirina é um antiagregante plaquetário que interfere na coagulação.

Já o colírio mais usado para deixar os olhos branquinhos é o vasoconstritor que ao diminuir o calibre dos vasos pode causar, em longo prazo, elevação da pressão arterial, alterações cardíacas e catarata.

Como a maioria das pessoas não pressiona o canal lacrimal durante a instilação, os princípios ativos interagem, potencializando o risco de hemorragia.

A recomendação do médico é usar lágrima artificial ou compressa de água fria para reduzir o desconforto da irritação ocular provocada pelo frio.

Se o sintoma não desaparecer em dois dias a recomendação é consultar um oftalmologista.

Para Queiroz Neto o problema no Brasil é a venda livre da maioria dos medicamentos.

“Os efeitos dos medicamentos associados diferem de quando são tomados isoladamente. Por isso, quem vai ao médico deve informar todos os medicamentos que está usando para proteger a própria saúde”, alerta.

Os principais efeitos da interação de colírios com outros medicamentos são:

Combinação potencializadora dos medicamentos

Colírio anti-histamínico + calmante

Combinações que inibem o efeito de colírios

Lágrima artificial + anti-histamínico ou contraceptivo

Colírio antiglaucomatoso + descongestionante ou inibidor de apetite

Lágrima artificial + Amiodarona (antiarrítmico)

Combinações desastrosas

Colírio Beta-bloqueador + broncoldilatador = falta de ar

Colírio antiglaucomatoso + corticóide = risco de progressão do glaucoma

Colírio anti-inflamatório + anticoagulante= hemorragia

Colírio vasoconstritor + anti-hipertensivo = hipertensão

Colírio Vasoconstritor + Amiodarona ou antiespasmódico = taquicardia

Colírio antibiótico + contraceptivo = corta o efeito da pílula

Como a maioria das pessoas toma medicações sem prescrição médica, ler a bula atentamente antes de fazer associações que possam provocar reações adversas é fundamental.

Quando se trata de colírio, Queiroz Neto diz que a simples oclusão do canal lacrimal com o polegar evita interações medicamentosas de risco.

Os passos para o uso correto de colírios são:

Lave as mãos antes da aplicação.

Verifique no frasco se é recomendado agitar o produto antes de usar

Incline a cabeça para trás.

Flexione a pálpebra inferior com o indicador.

Com a outra mão segure o dosador

Coloque o medicamento sem relar no bico dosado, evitando a contaminação.

Feche os olhos por 3 minutos para garantir o efeito

Pressione com o polegar o canto interno do olho para reduzir efeitos colaterais

Se usar lentes de contato retire-as antes da aplicação

Recoloque as lentes de contato depois de 10 minutos da aplicação

V Em caso de prescrição de mais de um colírio aguarde 15 minutos entre um e outro

V Só aplicar medicação dentro do prazo de validade estipulado na embalagem

Deixe seu Comentário

Leia Também

HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões
uma greve foi deflagrada em protesto contra uma proposta de privatização da estatal e pela manutenção de benefícios trabalhistas. CORREIOS
Após 5 dias de greve, os Correios devem retornar por determinação do TST
No Brasil, diversos concursos públicos estão disponíveis. CONCURSOS
CRM-MS abre concurso com salários de até R$ 5 mil
 O empresário Eliel Moreira, seu Claudemir e sua família SOLIDARIEDADE
Amigos se unem e compram carro para catator de reciclagem
Cissa Amaral morreu no local e Sebastião Faria foi socorrido ACIDENTE FATAL
Enfermeira morre e policial civil fica ferido em acidente de moto