Menu
SADER_FULL
terça, 2 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

União prepara desapropriação de duas fazendas em MS

22 Mar 2007 - 15h55
 

O governo federal publicou no Diário Oficial da União está semana os decretos declarando duas propriedades em Mato Grosso do Sul de interesse social para a reforma agrária, as fazendas Olho D’Água, em Inocência, e São Joaquim, em Selvíria.

A medida encerra a fase administrativa de obtenção dos imóveis pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e autoriza a autarquia a dar entrada à ação judicial de desapropriação.

Entretanto, o Incra ainda não definiu a meta do número de famílias de trabalhadores rurais sem-terra que serão assentadas no Estado em 2007.

Em 2007, segundo o Incra, foram assentadas em Mato Grosso do Sul 2.547 famílias, cerca de 10.188 pessoas. A estimativa do órgão, é de que existam cerca de 18 mil famílias de trabalhadores rurais sem-terra acampados as margens da rodovias do Estado, aguardando a desapropriação de novas áreas para serem assentados.

A fazenda Olho D’Água, de 2.641 hectares, teve a produtividade verificada em outubro de 2005; a São Joaquim, de 1.247 hectares, em maio de 2006. Ambas não alcançaram os índices exigidos pela legislação, sendo declaradas improdutivas.

 

 

RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados