Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

União libera R$ 40 milhões para obras emergenciais em MS

1 Abr 2011 - 16h08Por Willams Araújo
Os municípios em situação de emergência terão mais R$ 5 milhões para obras emergenciais como cota parte de um total de R$ 40 milhões que a União disponibilizará para o governo de Mato Grosso do Sul investir na recuperação de pontes e estradas danificadas pelas chuvas.
 
O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelo senador Delcídio do Amaral (PT) por meio de telefonema ao presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Jocelito Krug (PMDB).
 
A liberação dos recursos faz parte das reivindicações feitas pelo governo estadual e pelos municípios, cujos representante estiveram em Brasília no começo da semana expondo os problemas decorrentes dos fortes temporais que despencaram nos últimos dias em Mato Grosso do Sul.
 
Na segunda-feira, o governador André Puccinelli (PMDB), Delcídio, Jocelito, e o deputado federal Edson Giroto (PR), além de representantes do governo, foram recebidos em audiência pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, ocasião em que fizeram gestão em torno da liberação de recursos para aplicação em obras emergenciais nos municípios afetados.
 
O presidente da Assomasul, que também esteve em outros ministérios, explicou que, além desses valores, os prefeitos dos municípios atingidos ainda poderão pleitear novos recursos.
 
Na conversa com Jocelito, Delcídio informou também que o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, havia pedido o envio ao Congresso Nacional de uma MP (Medida Provisória) que trata da liberação de mais de R$ 700 milhões 

Em visita recente a Mato Grosso do Sul, o ministro Fernando Bezerra garantiu que, além da liberação dos  R$ 5 milhões, posteriormente, cada caso seria estudado conforme necessidade.

Por meio de sua assessoria, Delcídio  afirmou que a bancada continua mobilizada em busca de recursos para recuperação do Estado após as fortes chuvas.
 
“Vamos continuar fazendo gestões junto aos ministérios da Integração, Cidades, Defesa, Planejamento, Fazenda e na própria Presidência da República, para que a Medida Provisória a ser editada pelo governo, com o objetivo de  socorrer os estados afetados pela chuva, inclua o maior volume possível de recursos para Mato Grosso do Sul, até porque, além dos municípios afetados pelos temporais do final de fevereiro e início de março, temos agora um outro problema grave, a enchente em Miranda e Corumbá, que deve ser uma das maiores da história”, pontuou o senador.
 
Ele garantiu estar operando em diversas frentes. “Queremos recursos para reparar os estragos, o apoio do Exército na construção de pontes e, da área econômica do governo, providências efetivas no sentido de renegociar os financiamentos dos agricultores e pecuaristas que perderam a produção em função da enchente e da chuva”, sugeriu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIRUS A SOLTA
Caixão com corpo que tinha identificação de risco biológico por Covid é achado em estrada
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem fez vídeo antes de morrer em acidente no Paraná: 'Devagar, motora'
FATALIDADE
Padre cai de pedra em cachoeira e corpo é encontrado em poço
GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras