Menu
SADER_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
Busca
Brasil

Umidade do ar fica abaixo dos 30% em Mato Grosso do Sul

16 Jun 2010 - 10h10Por Diário MS
O Inmet (Instituto Nacional de Metereologia) emitiu novo alerta de baixa umidade do ar em Mato Grosso do Sul. O aviso especial refere-se hoje. De acordo com o Instituto, as condições metereológicas são favoráveis à ocorrência de umidade relativa do ar abaixo dos 30%, índice considerado crítico, em áreas isoladas do Estado.

O Instituto já havia emitido alerta válido para a segunda e ontem, e informou que a umidade deve seguir baixa também amanhã. As temperaturas no Estado sofrem ligeira elevação hoje, com máxima que pode chegar a 34°C e mínima de 12°C. Segundo o instituto, o tempo fica claro a parcialmente nublado na maior parte do Estado, e nublado nas regiões Sudoeste e Sul. Em Dourados, a umidade do ar deve ficar mais baixa no período da tarde. A temperatura ficam entre 13°C e 29°C.

Por causa da baixa umidade, a Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) orienta a população para que se evite atividades ao ar livre e exposição ao sol nos horários entre as 10h e 17h; principalmente no período vespertino, entre 14h e 16h. Quando a umidade do ar fica ainda mais baixa. É importante a ingestão de bastante líquido para não ter problemas com desidratação, comuns em épocas com clima seco.

Outra recomendação é evitar fogueiras perto de matas e florestas, uma vez que o tempo propicia a incidência de incêndios florestais. Para os motoristas que trafegam em regiões sujeitas a incêndios recomenda-se que não joguem pontas de cigarros para fora dos veículos, e que tenham atenção redobrada, devido à baixa visibilidade provocada pela fumaça.

Segundo os médicos, é preciso reforçar a hidratação e evitar ambientes fechados ou aglomerados devido à redução na resistência das vias aéreas. O clima frio e seco, segundo especialistas, facilita o surgimento de crises de asma, bronquite, renite e sinusite, além de facilitar a transmissão de doenças virais, incluindo a gripe suína.
Para amenizar os impactos do clima no corpo, os especialistas sugerem a utilização de vaporizadores, umidificadores de ar ou até bacias com água ou toalhas molhadas no quarto durante a noite. Outra medida importante é aumentar a hidratação e reforçar a ingestão de frutas, verduras e legumes, alimentos que possuem uma grande quantidade de água, ajudando a hidratar o organismo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Silvio Santos volta aos programas inéditos e comenta Faustão na Band: "coitado"
AUXILIO POPULAÇÃO
Trabalhadores nascidos em janeiro podem sacar auxílio emergencial
CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas