Menu
SADER_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Última parcela do IPVA vence sexta-feira

29 Mar 2007 - 06h00
Termina nesta sexta-feira (30) o prazo para os motoristas que optaram pelo pagamento parcelado do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) quitarem a terceira e última cota do tributo.

Após o vencimento, os proprietários de veículos pagarão multa de 0,33% por dia de atraso, até no máximo 10%. O pagamento do imposto é obrigatório. Até sexta, também poderá ser pago o valor integral com correção da primeira e da segunda parcelas.

O proprietário não precisa portar o IPVA quitado para conduzir o veículo, uma vez que para retirar o documento de licenciamento é necessário pagar o imposto. Para efetuar o pagamento, o contribuinte pode retirar a guia no site www.sefaz.ms.gov.br.

O débito do IPVA também leva o contribuinte a ter o nome incluído no cadastro de devedores do Banco Central. Após 30 dias sem a quitação do tributo o proprietário do veículo entra para a lista de devedores do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários