Menu
SADER_FULL
segunda, 28 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

TV Morena ganha pela 2ª vez Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo

30 Set 2010 - 14h08Por RMT Online
Série de reportagens da TV Morena ganhou pela segunda vez o Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo. A emissora participou da premiação com série de reportagens sobre educação, exibida no Bom Dia MS entre os dias 21 e 25 de dezembro de 2009.

A série concorreu com 274 trabalhos inscritos por emissoras de todo o País. A premiação ocorre a cada dois anos. O Prêmio (a 10ª edição) foi entregue nesta quarta-feira, 29, em solenidade no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo.

A equipe responsável pela série de reportagem foi representada pelo gerente de Jornalismo Alfredo Singh e a repórter Cláudia Gaigher. O primeiro prêmio foi conquistado em 2006.

A série de reportagens premiadas mostra projetos sociais que transformam vidas, revelam o cuidado com a informação e com a divulgação dos bons exemplos.

As quatro reportagens que integram a série sobre Educação foram realizadas pelas jornalistas Jaqueline Bortolotto (produção) e Cláudia Gaigher (repórter), com imagens dos repórteres cinematográficos Argemiro Barros e Domingos Lacerda. A edição foi de Jaqueline Bortolotto (texto) e Jorge Salvaterra e Reginaldo da Silva (imagens), com operação de áudio de Marcus Vinícius e Mário Lino.

As reportagens da TV Morena foram escolhidas entre 1.516 trabalhos inscritos em todas as categorias.

As matérias mostraram a importância dos projetos extra-curriculares para integrar a família na comunidade escolar. Foram feitas matérias em Campo Grande, Corumbá, Rio Verde e Porto Murtinho.

O objetivo do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo é reconhecer e estimular repórteres e editores de jornal, revista, rádio, TV e internet na produção de trabalhos que contribuam para a melhoria da educação.

A escolha dos finalistas em cada uma das 5 categorias foi realizada em maio por uma comissão formada por jornalistas, acadêmicos e um especialista em educação.

Para qualificar o processo de seleção das matérias, a 10ª edição contou com a consultoria do jornalista e escritor Zuenir Ventura e participação dos jornalistas Caio Túlio Costa, José Roberto de Toledo, Maria Cristina Poli, Nanci Gil, Carlos Chaparro, Cremilda Medina, Cesar Callegari, David Moisés, Cláudio Camargo e Milton Bellintani.

Como foi a produção da série

A produtora Jaqueline Bortolotto conta como se desenrolou a apuração e realização das reportagens da série “Educação

- A série Educação surgiu da vontade de mostrarmos projetos vitoriosos na formação de crianças e adolescentes, a partir de reportagens feitas em anos anteriores. Vasculhando nossos arquivos, nos deparamos com mais de uma década de denúncias: exploração sexual, trabalho infantil, fome, miséria, abandono social.

- Será que encontraríamos boas notícias em meio a este cenário estarrecedor? A resposta veio em forma de reencontros - diz

Segundo Bortolotto, nos 5 meses entre a produção e a exibição da série, foram percorridos mais de 3 mil e 500 quilômetros de estradas e rios.

“Na 1º reportagem, fomos em busca das crianças que em 2004 mostramos catando iscas, à noite, nos alagados cheios de cobras e jacarés. A reportagem chocou o país e teve repercussão: a comunidade ribeirinha ganhou uma escola. Pelo menos uma vez por ano, visitamos essas crianças”.

- E olha que o caminho não é fácil! Saímos de Corumbá às três da madrugada de barca. Um frio de cortar a pele, e só às 8 da manhã chegamos à escolinha.

Entre os mais de 30 alunos de período integral, a reportagem reconheceu duas meninas da 1º reportagem. Elas se tornaram adolescentes cheias de amor próprio, confiantes de que a escola chegou para mudar o futuro.

- Foi nosso 1º reencontro!

A reportagem foi a Rio Verde, cidade que já foi cenário da exploração do trabalho infantil, para conhecer a Orquestra de Flautas criada por 2 nordestinos que ensinavam música a crianças pobres.

- Durante 3 dias, registramos uma comunidade que aprendeu a respeitar e se orgulhar de suas crianças. Quando gravávamos na casa de uma menina flautista, ela olhou para o repórter cinematográfico e disse: Tio, o senhor não está me reconhecendo? Cris era uma das crianças que ele havia filmado, em 2003, trabalhando na colheita do feijão.

- Nosso 2º reencontro teve lágrimas!

Em Porto Murtinho, cidade turística onde a equipe da TV Morena já havia feito várias reportagens denunciando a prostituição infantil, a equipe encontrou um cenário diferente. “No lugar de jovens vagando pelo porto, encontramos o Coral das Meninas Cantoras. Resultado de um trabalho sério e responsável de educação e cultura.

- Nosso 3º reencontro foi com a infância.

A quarta reportagem foi na fronteira com a Bolívia, onde há cinco anos nasceu um projeto lúdico: o Moinho Cultural queria ensinar balé a crianças carentes. Foi só o começo!

Hoje, o Moinho atende mais de 300 brasileirinhos e bolivianos. Tem uma companhia de dança, uma orquestra de câmara e um coral!

- Nosso 4º reencontro foi com o sonho realizado!

Segundo a produtora Jaqueline Bortolotto, a série de reportagem estava linda, mas ainda faltavam respostas. “Se é possível mudar realidades tão difíceis como as que estávamos prestes a mostrar, por que muitos estudantes ainda vão para a sala de aula e não aprendem, repetem de ano, não gostam da escola? Por que jovens chegam à faculdade com tantas deficiências?

A partir desses questionamentos, foi elaborada a pauta sobre o analfabetismo funcional: “Nosso último reencontro foi com nossa própria vocação. Jornalistas? Sim, mas também educadores. Afinal, sabemos a força de um bom exemplo”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso