Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

TSE julgará 726 processos sobre registro de candidaturas

3 Set 2004 - 16h04
O último levantamento feito pela área técnica do Tribunal Superior Eleitoral registrou 726 processos relativos às eleições municipais pendentes de julgamento. São 527 sobre registros de candidaturas e 199 relativos à propaganda eleitoral.

Em função disto, o presidente do TSE, ministro Sepúlveda Pertence, anunciou, ao abrir a sessão extraordinária realizada na manhã de hoje que, a partir da próxima quarta-feira e até as eleições, haverá sessões diárias de julgamento.

Até o momento os ministros já julgaram 356 processos sobre registros e 68 envolvendo propaganda eleitoral.

O calendário eleitoral prevê que o TSE tem até o dia 23 de setembro - 10 dias antes da votação - para julgar todos os pedidos de registro de candidatura e publicar as respectivas decisões.

A convocação de sessões diárias se deve ao fato de que a cada dia entram dezenas de novos processos no protocolo do Tribunal. Em função disso haverá sessões das segundas às sextas, com possibilidade de julgamentos aos sábados e domingos, se for necessário.
 
TSE

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho