Menu
SADER_FULL
quinta, 21 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Troca do pulso por minuto vai encarecer tarifa de telefone

9 Dez 2006 - 07h37
A associação de defesa de consumidores Pro Teste divulgou hoje uma tabela de preços que mostra que a conta do telefone fixo vai aumentar com a mudança do sistema de tarifação de pulsos para minutos.

A partir de março de 2007, as operadoras terão que oferecer aos clientes dois tipos de planos por minutos: um chamado básico, indicado para quem faz mais chamadas curtas, e outro batizado de alternativo, para quem fica durante muito tempo ao telefone, como pessoas que acessam a internet por meio de linha discada.

A Pro Teste analisou as tarifas que serão pagas em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília para ligações de um a dez minutos e concluiu que, no caso do plano básico, apenas as chamadas de até um minuto ficarão mais baratas que as atuais nas três cidades. Todas as demais poderão ter reajustes. Em São Paulo, a alta poderá chegar a até 127% no caso de uma ligação de sete minutos.

Já quando comparado ao plano alternativo, o telefone em geral vai encarecer a não ser para ligações de quatro e oito minutos. Nesses casos, o preço será o mesmo em São Paulo e Brasília e ao menos 1% menor no Rio. Já a maior alta em São Paulo será de 74%, para ligações de três minutos.
O plano básico não prevê a cobrança de taxa de completamento de chamadas, ao contrário da tarifa atual e do plano alternativo. Três segundos depois que a ligação é atendida começa a contar o tempo da chamada e de cobrança. O usuário tem direito a uma franquia de 200 minutos (classe residencial) ou 150 minutos (não-residencial ou PABX).

Já o plano alternativo cobra uma taxa de completamento de chamada no momento do atendimento com valor equivalente a quatro minutos de ligação, mas os usuários têm direito (pagando a assinatura básica) a uma franquia de 400 minutos (residencial) ou 360 minutos (não residencial ou PABX).

Em ambos os planos a cobrança por chamada na madrugada, sábado após 14h, domingos e feriados nacionais equivale ao valor de dois minutos e o usuário pode falar por tempo indeterminado.

Também é comum o tempo mínimo de tarifação de 30 segundos (mesmo que a ligação seja interrompida antes disso) para qualquer chamada. Na seqüência, a cobrança passa a ser feita a cada seis segundos.

Básico X Alternativo

A Pro Teste também comparou os novos planos básico e alternativo para ajudar o consumidor a fazer a opção. Em São Paulo, as chamadas do plano alternativo serão mais caras apenas para ligações de um minuto (+92%) e dois minutos (+15%). Em todos os demais casos esse plano será mais barato, variando de 10% (três minutos) até 46% (dez minutos).

As operadoras terão que comunicar aos usuários sobre as mudanças. Se o consumidor não se manifestar, a conta migrará automaticamente para o plano básico. A mudança para o plano alternativo, entretanto, poderá ser feita a qualquer momento, e vice-versa.

A coordenadora da Pro Teste, Maria Inês Dolci, disse que a preocupação com o usuário é que ele não sabe, atualmente, quantos minutos efetivamente fala ao telefone, já que a cobrança é por pulso. "A orientação é que o consumidor analise o seu comportamento por dois ou três meses para depois escolher o plano", disse.

A vantagem da cobrança por minuto é que o usuário terá uma lista detalhada de todas as ligações locais realizadas com tempo de duração e valor da chamada.

Nos locais onde as operadoras não oferecerem nenhum dos planos, já que a mudança será gradual, o consumidor continuará a pagar por pulsos.
 
Folha Online

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço