Menu
SADER_FULL
sábado, 24 de julho de 2021
Busca
Brasil

Tribunal de Contas detecta indício de superfaturamento em serviços do Senado

28 Out 2010 - 10h32Por G1
O TCU (Tribunal de Contas da União informou que encontrou indício de sobrepreço em contratos firmados pelo Senado para terceirização de pessoal de informática e para locação de equipamentos destinados à impressão e cópia de documentos.
 
Acórdão aprovado pelo órgão nesta quarta-feira (27) determina a abertura de investigação para apurar possíveis irregularidades. O relator do processo no TCU foi o ministro José Múcio Monteiro. A decisão tem como base auditoria feita por técnicos do tribunal em contas da Casa.
 
A Secretaria Especial de Comunicação do Senado informou que já foram adotados procedimentos em relação aos contratos na área de reprodução de documentos e que nesta quinta-feira (28) será realizado um pregão eletrônico para resolver o problema dos serviços na área.
 
Sobre a área de informática, a secretaria informou que não conhecia ainda o acórdão e, por isso, não tinha como se manifestar ainda nesta quarta-feira.
Acórdão
Segundo o acórdão, um contrato na área de informática para a contratação de terceirizados para atuar como auxiliar técnico de informática tem preços acima do praticado no mercado.
 
O contrato, de acordo com o TCU, fez com que o Senado pagasse à empresa contratada para a área quase quatro vezes o valor que era efetivamente pago aos funcionários.
 
Em pesquisa feita no mercado, os auditores informaram ter encontrado como caso de pagamento mais caro um em que a empresa recebia 2,7 vezes o que era pago por funcionário. Nesse caso, o contrato está em andamento com esses valores desde 2006 e, segundo o TCU, foi renovado de forma emergencial.
 
No caso da locação de equipamentos para impressão e cópia de documentos, o acórdão determina a abertura de processo de fiscalização. É destacado que o Senado contratou uma empresa em caráter emergencial para a área mesmo havendo uma determinação do TCU de que estes contratos não fossem feitos.
 
O tribunal questiona ainda aditivos a esses contratos que teriam aumentado os valores passados à empresa. Há questionamentos também sobre a forma como se realizava a prestação de contas sobre a frequência dos terceirizados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista
FLAGRA
Vigilante descobre traição e mata amante da esposa com 3 tiros
SOB INVESTIGAÇÃO
"Te achei!", gritou suspeito antes de matar jovem de 16 anos com 10 tiros
CRIME PASSIONAL
Homem mata a ex-mulher e atira contra a própria cabeça