Menu
SADER_FULL
sexta, 25 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Tribunal de Contas detecta indício de superfaturamento em serviços do Senado

28 Out 2010 - 10h32Por G1
O TCU (Tribunal de Contas da União informou que encontrou indício de sobrepreço em contratos firmados pelo Senado para terceirização de pessoal de informática e para locação de equipamentos destinados à impressão e cópia de documentos.
 
Acórdão aprovado pelo órgão nesta quarta-feira (27) determina a abertura de investigação para apurar possíveis irregularidades. O relator do processo no TCU foi o ministro José Múcio Monteiro. A decisão tem como base auditoria feita por técnicos do tribunal em contas da Casa.
 
A Secretaria Especial de Comunicação do Senado informou que já foram adotados procedimentos em relação aos contratos na área de reprodução de documentos e que nesta quinta-feira (28) será realizado um pregão eletrônico para resolver o problema dos serviços na área.
 
Sobre a área de informática, a secretaria informou que não conhecia ainda o acórdão e, por isso, não tinha como se manifestar ainda nesta quarta-feira.
Acórdão
Segundo o acórdão, um contrato na área de informática para a contratação de terceirizados para atuar como auxiliar técnico de informática tem preços acima do praticado no mercado.
 
O contrato, de acordo com o TCU, fez com que o Senado pagasse à empresa contratada para a área quase quatro vezes o valor que era efetivamente pago aos funcionários.
 
Em pesquisa feita no mercado, os auditores informaram ter encontrado como caso de pagamento mais caro um em que a empresa recebia 2,7 vezes o que era pago por funcionário. Nesse caso, o contrato está em andamento com esses valores desde 2006 e, segundo o TCU, foi renovado de forma emergencial.
 
No caso da locação de equipamentos para impressão e cópia de documentos, o acórdão determina a abertura de processo de fiscalização. É destacado que o Senado contratou uma empresa em caráter emergencial para a área mesmo havendo uma determinação do TCU de que estes contratos não fossem feitos.
 
O tribunal questiona ainda aditivos a esses contratos que teriam aumentado os valores passados à empresa. Há questionamentos também sobre a forma como se realizava a prestação de contas sobre a frequência dos terceirizados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso