Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 20 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Três disputam em Rio Brilhante

2 Out 2004 - 07h22
A eleição em Rio Brilhante tem três candidatos a prefeito. Pelo PT concorre José Raul das Neves Junior, pelo PDT, o atual prefeito, Paulo Cuel e pelo PTB, o ex-prefeito Donato Lopes (PTB).
O candidato a prefeito, Paulo Cuel, aglutinou em sua coligação além do PDT, o PMDB, que indicou a candidata à vice, a vereadora Maria Isabel Barbosa, a Belinha. O PPS e o PV também fazem parte. O ex-prefeito Donato tem em seu palanque além do PTB, o PSDB e o PL. A candidata a vice é a vereadora Tânia Cerveira de Castro, também do PTB. Já o Partido dos Trabalhadores lançou chapa pura na majoritária. O vice de Raul das Neves é a professora Laura Franco. O PT está coligado na proporcional com o PSB.
CURRÍCULOS
O prefeito Paulo Cuel administra o município pela primeira vez. Antes foi vice-prefeito de 1993 a 1996 e vereador de 1989 a 1992. Donato Lopes foi prefeito de Rio Brilhante por duas oportunidades, 1989 a 1992, e 1997 a 2000. Antes Donato foi vereador no período entre 1983 a 1988. Raul das Neves nunca exerceu cargo público e disputa sua primeira eleição. Os quase 100 candidatos a vereador disputam nove vagas.
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial: 5,6 milhões de pessoas recebem nesta terça-feira
FAMOSIDADES
Luan Santana e Jade Magalhães terminam noivado de 12 anos
CORONAVIRUS NOS ANIMAIS
Gato é o primeiro animal no Brasil que testa positivo para o Coronavirus
ABSURDO
Enfermeiros, fisioterapeuta e médico são afastados após denúncia de estupro na UTI
BRASIL - 153.905 MORTES
Brasil registra 10,9 mil novos casos de covid-19 em 24 horas
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga hoje auxílio emergencial de R$ 300 a 1,6 milhão do Bolsa Família
BRASILEIRÃO
Com possível 'adeus' de Soteldo, Santos vence o Coritiba fora de casa
HORÁRIO DE VERÃO
HORÁRIO DE VERÃO: Brasil não terá horário de verão pelo segundo ano consecutivo
GOVERNO NA CONTRA-MÃO
Bolsonaro: Vacina contra a covid-19 não será obrigatória
BRASIL -152.460 MORTES
Covid-19: Brasil tem 713 óbitos e 28.523 novos casos em 24h